segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Chapecoense acerta em só liberar Bruno Rangel com pagamento da multa

A Chapecoense já avisou que Bruno Rangel só sai do clube se a multa rescisória integral for paga: um milhão de reais. Faltam três meses de contrato, ele até já pode assinar com outro clube, mas tem gente desesperada pelo atacante, mas sem grana para quebrar o vínculo.

O empresário está desesperado para tirar Bruno de Chapecó, mas o clube tem uma Série A pra chegar no ano que vem.

O que é um milhão de reais pra Chapecoense? Além de ser mais ou menos um terço do que o clube faturou de direitos de TV nesse ano, chegou a ser o valor que deixou o clube perto de fechar as portas no passado, como bem lembrou o Badá.

Mas pensando em Série A, um milhão de reais é apenas uma parte do que o time ganhará no ano que vem, caso o time continue neste ritmo galopante em busca do acesso.

Tem muito clube dito "pequeno"que se assusta quando vem uma proposta dessa. Aliás, o empresário, que quando fechou o contrato concordou com a multa rescisória, não pode se arrepender desta forma. Quer dar um jeitinho no que ele mesmo acordou com o clube. E a Chapecoense, que tem um bom time e vai segurando os seus jogadores com contratos bem feitos, não tem culpa que a turma da Série A errou em algumas opções.

O time do Oeste não faz errado em exigir o que está no contrato. Com o orçamento e elenco fechados para o ano e política pés no chão, pouco vai mudar se os clubes interessados mandarem jogadores encostados em troca ou se entrar uma grana menor do que está assinado no papel. O segredo para subir está em manter o grupo. Ano que vem, com a Série A garantida, o time vai se reestruturar e pode perder naturalmente alguns jogadores, sem problemas. E até agora, a Chape está passando ilesa pelos assédios externos. Bom pra todos.


Um comentário:

  1. Muito boa análise, Rodrigo. Não importa quem seja, se pagar a multa pode levar. Assim é mais grana entrando pra chape focar no mais importante agora: se estruturar!

    ResponderExcluir