sábado, 24 de agosto de 2013

JEC e Avaí vencem dois jogos "cascudos"

Carlos Junior / Notícias do Dia
Jogar contra time da zona de rebaixamento é um negócio complicado. Por mais fracos que sejam os times, o fato de serem desesperados ou franco-atiradores tornam o jogo perigoso. Joinville e Avaí sentiram isso, em dimensões diferentes.

O JEC venceu o São Caetano por 1 a 0, e tem que dar as mãos pro céu pela vitória. O Azulão é um time chato, que teve seis chances claríssimas de gol, sendo duas bolas na trave e duas grandes defesas de Ivan, o melhor em campo. Mas ganha quem coloca bola na rede, e Sandro assim o fez no começo de jogo. O time fica firma na briga pelo G4, ainda que o time tenha que mostrar mais para ser candidato ao acesso. Ricardo Drubscky fez algumas mudanças estranhas, mandando Carlos Alberto para a lateral-esquerda, depois tirando Edigar Júnio e deixando Wellington Bruno, totalmente arrebentado, em campo.

Vida que segue, vem aí o América, em BH. Como jornalista que acompanha todos os jogos do JEC, fico preocupado que o time não resolve subir um estágio e se tornar um time que realmente bata de frente com a turma de cima. Ainda há tempo, e enquanto Drubscky resolve seus dilemas, o time não perde terreno.

Logo atrás vem o Avaí, que chega ao sétimo jogo sem derrota vencendo o América-RN por 3 a 2, depois de estar perdendo por 2 a 0. Enfrentar time que tem Argel Fucks como técnico é ter que escapar de forte marcação e um futebol nada técnico. Contra o penúltimo colocado não tem como perder ponto. Foi sofrido, mas prevaleceu a experiência, a boa sequência azul, e a vitória veio. Sete jogos sem derrota, uma sequência excelente. A arrancada aconteceu, e tomara que o time consiga chegar no seu máximo e se manter a toda. Com o fraco ABC pela frente, o oitavo jogo invicto está bem próximo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário