terça-feira, 24 de setembro de 2013

Argel Fucks assume o Criciúma, na última tentativa de evitar a Série B

Daniel Queiroz / Notícias do Dia
Tente entender a cabeça do presidente Antenor Angeloni: quando ele assumiu o Criciúma na Série C, trouxe Argel Fucks para comandar o projeto do acesso. Deu certo, e o time subiu. Até aconteceu um fato curioso: mesmo com a subida para a Série B, tinha torcedor pedindo a cabeça dele. Notadamente, é o nome preferido de quem manda.

E nada mais natural que, na situação de desespero, Angeloni chamasse a quem confia: Argel está de volta e assume amanhã o Tigre, numa luta complicada contra o rebaixamento. Silvio Criciúma tentou, conquistou importantes pontos, mas sentiu-se que faltava algo mais para comandar uma arrancada.

Todo mundo sabe do estilo Argel. Nada de estudioso, cadenciador ou tático. É motivação pura, gritaria, frases de efeito nas coletivas.

O Criciúma já vê o barco afundando e resolveu apostar no estilo que costumo chamar de "Vamo lá, pô!". Agora é motivar, tentar espremer o máximo do elenco, para se segurar na Série A.


Nenhum comentário:

Postar um comentário