domingo, 29 de setembro de 2013

O Tigre quer se manter na Série A com uma defesa de C?

Fernando Ribeiro / Criciúma EC
É coro nacional: como que o Criciúma conseguiu tomar goleada do Flamengo, que moribundeia desesperadamente tentando se manter na Série A? É só olhar a defesa do time. ´

É desesperador. Jogadores da turma de trás não marcam, não jogam, e tomam gols de pelada. Nível abaixo da Série B. Me pergunto para que serviu o tal do treino noturno que Argel deu essa semana. Para não dar um mínimo de organização?

Tony assistiu o jogo, Leonardo foi o "menos pior", Fábio Ferreira totalmente deslocado em campo, Marlon fazendo talvez o pior jogo dos últimos tempos. E não para por aí, porque Amaral e Leandro Brasília assistiram o meio-campo rubro-negro, que não é essas coisas, jogar e fazer o que queria.

O pouco que o Criciúma conseguiu jogar veio do ataque, que ainda conseguiu jogar em cima da defesa flamenguista, que também não é boa, criando chances. Lins trouxe a responsabilidade para si e foi o único com entrega e lucidez no time, lutando para buscar oportunidades de gol e tendo infelicidade nas finalizações. Do seu lado, Wellington Paulista pouco fez e Daniel Carvalho foi segurado pela sua lentidão.

Pra resumir: a defesa é péssima,o meio não trabalha e o ataque sobrevive em cima do esforço individual de um jogador que se mata para criar alguma jogada de gol. Esse, infelizmente, é o reflexo de um Criciúma que caminha para a Série B, com um técnico que não tem as palavras "calma", "compactação" e "humildade" no seu vocabulário. Mas se o presidente Antenor acha que desse jeito o time vai escapar da degola, resta rezar e torcer, muito.

Vejo o time jogando e não encontro uma saída a curto prazo. É muita bagunça e pouco tempo pra arrumar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário