domingo, 8 de setembro de 2013

Porque a semana é especial para o futebol de SC

Começa mais uma semana, a segunda de setembro, com muita coisa importante acontecendo no Brasileirão. Dias importantes, divisores de águas e partidas que podem marcar arrancadas ou derrocadas. Tudo em um período de sete dias.

Vou começar pela Série D, onde o Metropolitano bateu o Santo André e está a dois jogos de subir para a C e garantir calendário todo ano sem precisar ficar brigando por vaga no estadual. O adversário não é fácil. O Juventude tem camisa, título nacional, um bom time, e fará o jogo de volta no Jaconi. Por isso que a partida do próximo domingo no Sesi é tão importante. Uma boa vitória pode criar boa vantagem para a volta.

Na B, a Chapecoense pega dois dos piores times do campeonato, o Oeste e o São Caetano. Boa chance de fazer seis pontos, ir a 49 e, numa montagenzinha grosseira de resultados, aumentar sua gordura para o quinto lugar para algo em torno dos dez pontos. Com o discurso de evitar o rebaixamento superado, hora de buscar a principal meta.

Um pouco mais abaixo, o Joinville, que perdeu tantos pontos bobos em casa, engatou a terceira vitória seguida como visitante e voltou ao G4. Nesta semana, pega o combalido Atlético-GO em casa e sexta visita o ASA na sua segunda excursão pelo Nordeste. A chance não é só para se manter no G4, mas para tentar criar algum tipo de gordurinha. Até porque depois vem o América de Natal, para depois receber o Avaí em casa. O JEC ainda não consegue uma regularidade, principalmente dentro da Arena. Se conseguir engatar a boa fase em casa, temos mais um candidato muito sério ao acesso.

O Avaí precisa vencer o Guaratinguetá para ter um jogo importantíssimo na Ressacada contra o surpreendente Icasa. Para não perder terreno, precisa vencer as duas, assim como o Figueira, que pega dois times em crise, de técnico novo, América-MG e Sport. Seis pontos que não podem ser desperdiçados, principalmente no caso alvinegro, que está lá na décima colocação.

Por fim o Criciúma, que perdeu no final para o Botafogo e pôs fim à sua sequência de bons resultados. Foi uma boa fase passageira? O time voltou à realidade? Veremos contra o Bahia, quarta em Salvador, e contra o bom Inter, em Criciúma. Se a derrota para o Fogão foi um acidente, os próximos jogos dirão. A situação na tabela ainda não é de desespero, Dá pra ter tranquilidade pra trabalhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário