quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Vitória com a estrela de Silvio Criciúma

Fernando Ribeiro / Criciúma EC
Coisas que fazem o futebol ser apaixonante. Nem o presidente Antenor Angeloni acreditaria em reação desse tipo, dizendo que seria um milagre. Pois é, parece que o milagre está acontecendo, com uma solução que não é mágica tampouco milionária: Silvio Criciúma.

Não se sabe o que acontecia lá dentro do clube na era Vadão, mas Silvio conseguiu fazer o time ter um bom futebol
, relembrando os bons tempos da Série B do ano passado. Até o Lins ele conseguiu fazer jogar bola.

Contra o São Paulo, o time se impôs desde o começo, com mais de 30 mil tricolores buzinando na arquibancada. O time paulista estava desesperado, é verdade. Mas quem quer tirar ponto deles precisa ir pra cima. O Tigre não se retraiu, colocou seu jogo em ação e foi construindo as jogadas. Abriu 2 a 0 no primeiro tempo e poderia ter feito o terceiro no início do segundo tempo, não fosse a trave.

E quis o destino que Galatto defendesse o pênalti cobrado por Rogério Ceni para derrubar o psicológico do São Paulo e garantir a vitória. Jogo pra guardar na história, e que serve como uma tremenda vitamina nessa luta contra o rebaixamento. Agora já tem até uma gordurinha acumulada.

Nessa nova "santa" era de Silvio Criciúma, o Criciúma não avançou na tabela. Os pontos conquistados estão servindo para cobrir os buracos dos maus resultados em casa até agora. A principal e boa novidade é que, no momento atual, aquele time antes travado e sem alma hoje está solto e no nível dos seus adversários. Como se o campeonato começasse agora.

Agora temos um time.

Ainda há pontos a serem ajustados, mas agora o time tem a tranquilidade de trabalhar na zona intermediária da tabela. Tijolo por tijolo, o Tigre pavimenta seu caminho para ficar na Série A.

Nenhum comentário:

Postar um comentário