quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Feijão com arroz para escapar do rebaixamento

Fernando Ribeiro / Criciúma EC
Umas 10 mil pessoas foram ao Majestoso acreditando numa vitória do Criciúma sobre o vice-líder Atlético-PR que, mesmo desfalcado, é um time a se respeitar. E quem foi ver o jogo, tratou de empurrar o time pra cima do adversário, sem o coro de vaias de outras jornadas.

É fato, e todos sabem, que o Tigre não tem lá o melhor dos times. Já vem há tempos sendo considerado favorito ao rebaixamento. Mas Argel achou um jeito, o tal do "feijão com arroz" que fez esse elenco render um pouco mais, e que juntando com outros times que estão em queda livre no campeonato, abre uma brecha para que o time continue mais um ano na Série A.

A questão aqui é superação. Argel montou um time motivado até o último fio de cabelo, que entrou em campo compacto em duas linhas no meio, fechando os espaços e pressionando o Atlético. Contando com o apoio do torcedor, veio a receita de uma vitória importantíssima. Com a defesa bem estabelecida veio a tranquilidade para o time buscar a vitória. O ataque perdeu força no final do jogo, é verdade, mas o estrago já estava feito.

Enquanto times como Vasco, Flu e Bahia vivem com a autoestima baixa e revolta da torcida, o Tigre vai no outro sentido e busca crescer em um momento importante. O caminho é bem complicado, com jogos difíceis pela frente. Mas vendo o jogo contra o Atlético, vi uma boa luz no fim do túnel. Há uma chance grande de um crime acontecer na próxima rodada, lá no Couto Pereira.

Olha que dá. Fechando o meio, com sangue nos olhos e muita concentração, dá pra salvar a temporada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário