quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Catarinense 2014: Metropolitano

CLUBE ATLÉTICO METROPOLITANO
Fundação: 22 de janeiro de 2002
Cores: Verde e Branco
Estádio: Bernardo Werner (Sesi) - 6000 pessoas
Presidente: Marcelo Georg
Técnico: Abel Ribeiro
Ranking "BdR" 2013: 6o. Lugar
Catarinense 2013: 5o. Lugar


Faltou apenas um gol para o Metropolitano terminar o ano em festa. Dois empates com o Juventude deixaram o time muito perto da sonhada vaga para a Série C. Vaga perdida no detalhe, com um gol tomado em casa e um erro incrível de Edimar no jogo de volta. O Metrô já está consolidado como a sexta força do futebol catarinense, batendo cartão todos os anos na Série D. Para 2014, a situação é mais cômoda, já que o time já tem vaga garantida no Brasileirão após ficar com o vice na Copa Santa Catarina. Com a certeza de calendário cheio, fica mais fácil para o clube do presidente Marcelo Georg, que assumiu em maio do ano passado no lugar de Erivaldo Caetano, o Vadinho, que foi presidir a Fesporte. Mas sinto já há algum tempo um certo problema envolvendo o clube e a torcida. Ano passado, o Metrô teve uma média de pouco mais de 1600 torcedores como mandante no Estadual. Para uma cidade de mais de 300 mil habitantes, é muito pouco.

Mesmo sem jogar as séries A, B ou C do Brasileiro, o Metrô é um time que fica em atividade o ano todo, sem precisar desmontar tudo, fechar as portas, e só abrir lá no final do ano pensando no Estadual. As participações seguidas na Série D dão a possibilidade do clube se planejar pensando na temporada como um todo. Fora de campo, as máquinas trabalham nas obras do Centro de Treinamento, e o marketing trabalha bem, contando inclusive com uma bonita loja na Avenida Beira Rio. Dentro de campo, o trabalho é com Abel Ribeiro, de 56 anos, prestes a completar um ano à frente do Metropolitano. Treinador com experiência gigantesca no futebol de Santa Catarina, comandou todos os times grandes do Estado, além de passar um bom tempo como coordenador e auxiliar-técnico no Figueirense, onde participou da campanha de dois acessos à Série A.

O time para o Estadual 2014 mantém grande parte dos jogadores que encerraram a temporada passada, com o vice-campeonato da Copinha. Estão presentes no elenco nomes experientes como o lateral Alessandro, ex-Botafogo e o volante Everton Cézar, com passagens por Chapecoense e Criciúma. João Paulo, goleiro que é ídolo local, voltou depois de uma passagem apagada no Joinville. E no ataque, Maurinho terá a companhia da principal contratação do ano: o atacante Reinaldo, de 34 anos, revelado na base do Flamengo, com passagens por Botafogo (onde jogou com Alessandro), São Paulo e Figueirense. Ele estava no Paraná, disputando a Série B, onde ficou fora de muitas partidas devido a uma lesão. Se jogar o que sabe, vai ajudar muito.

Se o Metropolitano conseguir chegar no quadrangular, não me surpreenderei. Ainda que a briga seja complicada, o time verde de Blumenau é o primeiro da lista dos pequenos que tem potencial para surpreender. É um time que se conhece, tem um treinador experiente e trouxe bons reforços pontuais. O ataque melhorou bastante em comparação a 2013. Se ele funcionar, o torcedor blumenauense poderá ter boas notícias.


Nenhum comentário:

Postar um comentário