domingo, 26 de janeiro de 2014

JEC vacila, e Criciúma acha um empate na Arena

Carlos Junior / Notícias do Dia
Quem viu o primeiro tempo de Joinville x Criciúma na Arena, achava que o JEC não teria dificuldades para vencer a partida, tamanho foi o domínio. Com jogadas pelas duas laterais, muito espaço pelo meio, zaga marcando bem, seria até uma partida tranquila. Seria, se não fosse o detalhe que a bola tem que entrar na rede.

Aí, num vacilo misturado com erro da assistente Neuza Inês Back, o Criciúma leva pra casa um pontinho.

Em uma rodada em que se esperava que os times grandes "travariam" nesse início de campeonato, o JEC mostrou o contrário. Jogou solto, com alternativas, bem armado, sem invenções. Hémerson Maria apostou no simples contra um Criciúma confuso e desentrosado, e deu certo. O problema era o placar: apenas 1 a 0, gol de Fernando Viana.

Maria só mexeu no ataque, colocando sangue novo. Como o Criciúma não oferecia perigo, não tinha porque se preocupar com a turma de trás. Foram muitas chances desperdiçadas, tipo do jogo em que todo mundo ficava ansioso e ver o chamado "gol pra matar a partida".

Aí, aos 39, numa falta pela esquerda, Ricardinho cruza, um desvio de cabeça mata a defesa de Ivan e Ronaldo Alves, totalmente impedido, empatou o jogo. Roubado? Depende do ponto de vista. O gol foi totalmente irregular, é verdade. Mas o Joinville teve todas as chances possíveis de vencer na estreia. Agora vai ter que correr atrás da máquina, tendo apenas mais três partidas em casa. Para o Tigre, que tem ainda cinco jogos no Majestoso, um ótimo resultado.

O grande vencedor da rodada foi o Metropolitano, que venceu fora de casa o Marcílio e ainda terá cinco jogos no Sesi, começando quinta, contra o Joinville. O Avaí perdeu para o Atlético, mas tem a chance de se recuperar em casa, contra o Juventus.


Nenhum comentário:

Postar um comentário