terça-feira, 25 de março de 2014

Como rasgar um regulamento, por FCF

O regulamento da Copa Santa Catarina de 2013, vencido pelo Joinville,que teve o Metropolitano como vice e o Guarani como terceiro colocado, é tão claro que dói a vista. Não deixa dúvida nenhuma quanto à distribuição de vagas para a Série D:

§ 1º Caso a associação que se sagrar a campeã da COPA SC/2013 já for integrante dos 
Campeonatos Brasileiros das Séries “A”, “B” , “C” ou “D” de 2014 ou vier a conquistar a primeira vaga da  Federação Catarinense de Futebol do Campeonato Brasileiro da Série “D” de 2014 através de sua classificação no Campeonato Catarinense de Futebol Profissional da Divisão Principal de 2014, a segunda vaga da FCF no Campeonato Brasileiro de Futebol da Série “D” de 2014 será da associação que, dentre as  não integrantes dos Campeonatos Brasileiros das Séries “A”, “B”, “C” e “D” de 2014, obtiver a melhor  colocação nesta competição (COPA SC/2013), conforme o disposto no art. 10 deste Regulamento. 

§ 2º Se porventura, além da associação campeã, a vice-campeã, ou ainda, as demais associações de 
colocações subseqüentes da COPA SC/2013 já forem integrantes dos Campeonatos Brasileiros de 2014, a segunda representante da FCF no Campeonato Brasileiro da Série “D” de 2014, será a associação que, excluídas as já integrantes dos Campeonatos Brasileiros mencionados no parágrafo anterior, obtiver a melhor colocação nesta competição (COPA SC/2013), na forma estabelecida no art. 9º deste Regulamento. 

Seguindo a ordem de todos os outros anos, Metropolitano leva a vaga como quarto lugar do Estadual, deixando a vaga da Copa Santa Catarina para o terceiro colocado, Guarani de Palhoça.

Desde 2009, quando a Série D teve sua primeira edição, foi assim.

Agora, a dona FCF, usando um ofício bem complicadinho da CBF, vai dar a vaga da Copinha para o melhor time do hexagonal do Estadual, tirando o Guarani de Palhoça da disputa.

É simples: quem decide a distribuição das vagas (e principalmente a segunda delas) para a D é a Federação, e não a CBF.

Vamos relembrar um pouco como foi a distribuição em anos anteriores? Em vermelho, aconteceram dois casos iguais ao de 2014:

2009: Brusque (campeão da Copa SC 2008) e Chapecoense (melhor do Estadual 2009)
2010: Joinville (campeão da Copa SC 2009, mas vice-campeão do Estadual 2010) e Metropolitano (vice-campeão da Copa SC 2009, entrou pois o JEC levou a vaga pelo Estadual)
2011: Brusque (campeão da Copa SC 2010) e Metropolitano (melhor do Estadual 2011)
2012: Metropolitano (melhor do Estadual 2012 e terceiro lugar na Copa SC 2011) e Concórdia (a vaga era do Brusque, vice-campeão da Copinha, que desistiu. Como o Metrô já tinha vaga pelo Estadual, a chance passou para o Marcílio Dias, que também abriu mão. Último colocado da competição, o Concórdia decidiu jogar o campeonato).
2013: Metropolitano (melhor colocado do Estadual 2013) e Marcílio Dias (vice-campeão da Copa SC).

Os regulamentos são iguais em todas as temporadas, e nos anos de 2010 e 2012, foi obedecida a mesma lógica que colocaria o Guarani na Série D em 2014. Mas como se trata de um clube pequeno da segunda divisão, talvez a leitura do regulamento não tenha sido a mesma.


Nenhum comentário:

Postar um comentário