quarta-feira, 23 de abril de 2014

Eliminação indigesta do JEC. E que traz preocupação

Carlos Junior / Notícias do Dia
O Joinville teve que atrasar as suas férias no final do ano passado para conquistar uma vaga na Copa do Brasil. Conseguiu e acabou eliminado na primeira fase. Com o time titular, não conseguiu vencer o Novo Hamburgo de Itamar Schulle em casa. Perdia até os acréscimos.

Vou ser justo aqui: o Joinville não agiu errado em ter escalado time misto no jogo de ida. Era uma semana entre as duas finais e o foco tinha que ser voltado à decisão do catarinense. E olha que o mistão lá no RS jogou bem melhor que os titulares na Arena.

Mais uma vez, o time tomou um gol no primeiro minuto. Outro de bola parada, essa praga que persegue o time. Não conseguiu passar pela boa marcação do Noia e, quando apareciam as chances, ninguém colocava pro gol. O time conseguiu o empate bem tarde, mas acabou tomando mais um, decretando a eliminação. Com a situação já feia, Jael inventou de arrumar confusão com Marcelo Costa e Hemerson Maria. Todos contemporizaram, mas o que aconteceu deixou uma ferida aberta.

O futebol e suas particularidades: há dez dias, antes da final do catarinense, o conceito sobre o time do Joinville era outro. Foi perder o título e a vaga na segunda fase da Copa do Brasil que muita coisa mudou. O time se desmontou psicologicamente e não funciona mais como antes.

A diretoria tricolor disse que não vai mais contratar, que tá tudo bem, em acordo com a comissão técnica. Vai insistir em colocar um zagueiro improvisado na lateral esquerda no lugar de Wellington Saci, o melhor do Estadual, que tinha resolvido o problema histórico da posição. Saci virou oficialmente um meia que joga com a camisa 6, enquanto que um jogador pode ser trazido para arrumar esse absurdo.

No fim essa eliminação vai bem, para que caia a ficha que a Série B começa sexta para o Joinville, em Curitiba. E não é trazendo jogadores pra fazer volume (Guti, Daniel Pereira e Hugo, este de fraca passagem pelo Bahia) que o acesso virá. Se Hemerson Maria concordou, como a diretoria disse, é bom ele rever esses conceitos antes que a bomba estoure na sua mão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário