domingo, 27 de abril de 2014

Feridas expostas

Fernando Ribeiro / Criciúma EC
Passadas duas rodadas do Brasileirão, e aí somando as duas séries, somente uma vitória catarinense em nove jogos.

Baita nível técnico do Campeonato Catarinense, o Chevetão. Depois da segunda rodada, virou ordem urgente: apaga tudo que aconteceu até aqui, faça uma autoanálise e corra pro mercado, que está complicado até que se abra a janela do exterior no meio do ano. Neste domingo, três partidas horrendas, que me fizeram passear de canal em canal pra achar a "menos pior".

A Chapecoense pegou o time verde do Sport, rendeu pouco, até teve chance de empatar, mas esbarrou na falta de qualidade do seu ataque. Pergunta direta para Gilmar Dal Pozzo: o que você vê de tanta qualidade assim em Bergson, jogador que o Grêmio faz de tudo pra se livrar? Só Régis trabalhou na frente, e sem poder ofensivo, não dava pra chegar no gol do adversário, que não era tudo isso.

Em Barueri, para 700 e poucas testemunhas, o Figueirense voltou a mostrar o mesmo futebol decepcionante da estreia contra o Flu e perdeu para o Bahia. Aqui, duas considerações: além do triste rendimento físico e técnico de um time que não conseguiu se impor sobre o adversário, teve a escolha absurda e infeliz de mandar o jogo em São Paulo, esperando fazer uma boa grana. Não fez, vai ter prejuízo e despertou até a revolta do técnico Vinicius Eutrópio. Ora, se em Santa Catarina existem outras opções, porque não jogar perto do torcedor? Não, preferiram usar do seu mando de campo em São Paulo tentando trazer torcedores do Bahia. Isso não é pensar pequeno?

E por fim, teve o Criciúma lá em Itumbiara. Jogo muito fraco, sem inspiração dos dois lados. Até que apareceu uma falha da zaga do Tigre que acabou no gol do Goiás. Caio Junior está certo em dizer que muita coisa há por acontecer ainda em um time que foi remontado do estadual pra cá. Só que arrumar a casa com o bonde andando é algo complicado e que o torcedor pode não ter paciência.

Para sorte deles, vai ter a parada para a Copa. O nível tá bem complicado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário