sábado, 26 de abril de 2014

Suada vitória tricolor em Curitiba

Fabrício Porto / Notícias do Dia
Na fria noite de Curitiba, o Joinville, enfim, estreou na Série B. Fez o possível pra deixar pra trás o problema da Portuguesa e a dura eliminação na Copa do Brasil. Teve roupa suja lavada, muita conversa, e um adversário cascudo pela frente.

No fim, deu tudo certo, mas teve drama: o JEC mandava completamente no jogo, abriu 2 a 0, entrou em 10 minutos de sonolência, deixou o Paraná empatar, mas a cabeça de Jael no segundo tempo e os nervos no lugar do time garantiram a vitória importante.

Dois pontos a ressaltar: primeiro, a postura do Joinville em campo. Marcando sob pressão (mais um partidaço de Naldo), assustou o Paraná e conseguiu tomar conta do jogo. E segundo, a forma como os gols saíram, com direito a ligação direta e bola parada, logo o grande defeito da defesa tricolor, que desta vez deu certo no ataque.

O jogo também teve Wellington Saci deixando o campo sentindo muito o joelho direito e Tartá expulso, o que aumentou um pouco o drama. Desorganizado, o Paraná tentava chegar na base do abafa, sem sucesso.

Hémerson Maria foi muito consciente na entrevista e isso precisa ser destacado: apesar da vitória, ele manteve a consciência de que muito deve ser melhorado. Claro que a vitória dá outro clima para os dois jogos em casa que vem pela frente. Não perder distância para a turma de cima é a meta.

Moral da noite: a lavação de roupa suja funcionou.


Nenhum comentário:

Postar um comentário