quarta-feira, 21 de maio de 2014

De bicicleta, Tigre sai da Zona de Rebaixamento

Um belo gol de bicicleta de Silvinho no começo do jogo bastou para que o Criciúma vencesse a Chapecoense e saísse da zona de rebaixamento. Contra um campo encharcado e um adversário que se preocupava mais em marcar do que chutar, o time de Wagner Lopes ganha fôlego.

Não foi uma atuação daquelas de gala. O time da casa buscou o gol e criou alternativas no primeiro tempo. Como a partida estava sob controle, veio o relaxamento tradicional e o desgaste.  A Chapecoense ganhou espaço, com preparo físico melhor.

O problema é que o ataque do time de Chapecó é terrível. Os números falam por si. Foram 8 chutes certos a gol do Tigre, contra nenhum da Chape. E sem chute certo, não tem jeito. Dal Pozzo não consegue soltar seu time ou encontrar um sistema de ataque que funcione. Chegou ao cúmulo de colocar o fraquíssimo Bergson (no lugar de Régis, que tem interesse do Sport. Não fará falta) pra ver se ajudava. Sem jeito.

Enquanto o Criciúma ganha dias de céu azul lá no sul, o tempo no Oeste é sujeito a fortes trovoadas. A torcida está revoltada com a falta de poder ofensivo da Chapecoense, que não acertou um chute a gol sequer no Majestoso.


Nenhum comentário:

Postar um comentário