quarta-feira, 18 de junho de 2014

Mais difícil que chegar no topo é se manter nele. Caiu o campeão

Eles ganharam quase tudo nos últimos anos, com dois títulos europeus e um mundial. Mais difícil do que chegar ao topo, é se manter nele.

A Espanha esbarrou neste desafio e acabou caindo fora da Copa ainda no início. A derrota para o Chile foi justa. O time de Sampaoli tem um quadrado de ataque muito bom, que conseguiu encaixar o seu jogo e encurralar o time espanhol no seu campo de defesa, o que não expôs aquele que talvez seja o seu ponto mais fraco, a baixa estatura da zaga.

Não quer dizer que a Espanha seja um time ruim. O problema é que todos aprenderam a jogar contra eles. Quem deu a letra foi o Brasil no ano passado, na final da Copa das Confederações. Sem apresentar algo novo (o grande erro de Del Bosque) e sem aquela motivação de um time que joga a Copa do Mundo, foram goleados pela Holanda e chegaram com a moral arrebentada para pegar um Chile empolgado e empurrado pela maioria do público no Maracanã.

Dias melancólicos vem aí para os espanhois. Tem pela frente ainda um jogo contra a Austrália em Curitiba que não vale nada antes de pegar o voo de volta pra casa. É a Copa.

E pensando no Brasil, não sei se há um "time melhor" pra se enfrentar nas oitavas-de-final. Tanto Chile quanto Holanda estão em ótima fase, com um jogo coletivo bem superior ao do Brasil. Serão carne de pescoço. Que Felipão dê jeito de arrumar o time até lá.


Nenhum comentário:

Postar um comentário