terça-feira, 22 de julho de 2014

Eliminação que doeu no torcedor e no caixa

Luiz Henrique / Figueirense FC
Além da má fase que o Figueirense atravessa, essa eliminação da Copa do Brasil para o Bragantino ainda acabou em prejuízo financeiro, algo em torno de 500 mil reais que vão pro caixa do adversário, entre cotas e renda de um jogo contra o São Paulo.

O time alvinegro foi eliminado simplesmente pelo penúltimo colocado da Série B, que tem apenas duas vitórias em doze jogos. E foi esse Bragantino que fez um a zero e colocou o Figueira em parafuso, trazendo consigo a raiva da torcida. Com o time sem funcionar, as jogadas individuais acabaram na virada que levou o jogo para os penais, onde faltou a tranquilidade para Cleiton e Jean Carlos, que erraram o rumo do gol.

Guto Ferreira poderá cair nas próximas horas. É até irônico dizer, mas se a classificação viesse nos pênaltis, poderia maquiar um pouco a má situação ou dar uma sobrevida ao treinador. Com a eliminação, o processo pode ser acelerado. Foi apenas a terceira vitória sob o seu comando, contra um empate e sete derrotas. Os números falam por si.

O problema não é só técnico. Mas a eliminação somada com prejuízo financeiro doeu fundo na diretoria. Pode vir aí alguma tentativa de mudar a situação do jeito mais rápido, leia-se trocando o treinador.


Nenhum comentário:

Postar um comentário