segunda-feira, 15 de setembro de 2014

O furo que tira um forte concorrente ao acesso

Já escrevi aqui uma vez que parece que futebol é jogo de gato e rato fora de campo. Além da disputa em si, os departamentos jurídicos ficam de olho pra ver se não encontram algo de errado. Faz parte do trabalho deles. E como o sistema da CBF é absurdamente falho, o pessoal tem mais é que ficar ligado mesmo.

Aconteceu com o América-MG. Outros clubes checam a situação, sabendo que não dá pra confiar na turma do registro da CBF. O time de Minas não observou e teve o "azar" do JEC ter observado.

Cabe recurso na decisão, mas o argumento é forte. Como disse o presidente da comissão disciplicar, Paulo Valed Perry, não há jeito menos dolorido de punir. É claro, cristalino, dito com todas as letras no regulamento.

Pra turma de cima da Série B, ótima notícia. Um forte concorrente ao acesso sai da briga. Não vinha em boa fase, com três derrotas seguidas. Mas tem um elenco bom, e em condição de brigar. Ou melhor, tinha.

Vai saber o que se passa na cabeça da turma do Pleno, mas o América-MG está numa encruzilhada.

Ponto pra quem ficou de olho e fez cumprir o regulamento, coisa que a CBF mais uma vez não fez.


Nenhum comentário:

Postar um comentário