sexta-feira, 10 de outubro de 2014

9 de outubro de 2014, a noite do "Condaço"

Aguante / Chapecoense
Uma noite que o torcedor de Chapecó nunca vai esquecer. Dos mais novos, aqueles que criaram uma paixão desde o início pelo time, até aqueles que viveram a era Gre-Nal da cidade, quando a Chapecoense mofava lá nas últimas divisões do Brasileiro. Cheguei a ler jornalista colocando que o jogo seria em campo neutro.

Não conhecem Chapecó. Se havia algum resquício de fantasma azul ou vermelho pairando pela Arena Condá, ele foi devidamente exorcizado em 9 de outubro de 2014.

Com dois gols de Leandro Banana, um cara que eu critiquei muito. Jorginho o fez jogar, deixando Bruno Rangel fora dos planos. Outros dois de Diones e Camilo fechando a conta. Um massacre contra um Inter que sentiu a pressão e foi facilmente dominado.

Desnecessário dizer que um resultado desse dá moral para time e torcida. Além dos três pontos importantes, a goleada mostra pra o próprio time que é possível escapar do rebaixamento sem muito sofrimento. Em casa parece que o time está dando conta do recado. Agora é fazer o time render assim fora.

Chapecó não vai dormir essa noite. E o Boca lá do Bar vai ouvir um monte.

9 de outubro, o dia do "Condaço".




Nenhum comentário:

Postar um comentário