terça-feira, 28 de outubro de 2014

As trocas que só os cartolas entendem

Ontem, o Criciúma resolveu demitir Gilmar Dal Pozzo. Ele foi considerado culpado pela campanha vexatória do Tigre, que contratou jogadores a granel, trocou de treinador várias vezes e não consegue resultados em campo.

Como quem contrata não admite seus erros e sua falta de competência em administrar a situação, sobrou mais uma vez pro técnico. Não tenho procuração pra defender o Gilmar, mas digo com todas as letras: a culpa da situação que o clube está não é dele.

Imediatamente, a diretoria contratou o salvador: Toninho Cecílio, de 47 anos, sem títulos expressivos na carreira, tampouco passagens vitoriosas recentes no futebol brasileiro. Sua última passagem foi no Comercial de Ribeirão Preto no Paulistão, onde durou apenas seis partidas.

Então quer dizer que Dal Pozzo não servia e Cecílio é o cara? Tá bom...

Cartilha da Série B sendo seguida a risca. É de se lamentar que o comando do Criciúma resolva simplesmente trocar de técnico ao invés de fazer uma grande autoanálise para encontrar os seus erros internos. Lamento pelo torcedor carvoeiro.



Nenhum comentário:

Postar um comentário