sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Mais um atropelamento tricolor. A Série A está próxima

Assessoria JEC
Com 10 minutos de jogo, o JEC vencia o Avaí por 2 a 0. Gente que ainda estava no trânsito para chegar na Ressacada deu meia volta.

Mais um atropelamento tricolor, a terceira vitória seguida, e pelo mesmo placar. Um time que eliminou o fantasma da perda de Jael, ganhou corpo, marcou exemplarmente, não se afobou com a pressão avaiana e sacramentou uma vitória importantíssima para garantir o acesso, que está muito próximo.

Time que cresceu pelo acerto de Hemerson Maria, que deu um nó em Geninho, que nada pode fazer se não abusar do chuveirinho. Time que arranca na hora certa com o brilho de jogadores como Anselmo e Rogério, que cresceram individualmente e ajudaram muito o time, que tem gente como Bruno Aguiar, Edigar Junio, Naldo e Fernando Viana, fazendo parte de um esquema bem ajeitado. A receita do jogo: início na pressão, marcação impecável e um jogador rápido e descansado no final para carimbar a vitória.

O técnico tricolor, aliás, que sempre enxergou muito bem os problemas do time. Ele já teve a dificuldade de não conseguir consertar. Demorou, mas ele achou a solução. E o time caminha para garantir o acesso com uma boa antecedência. E é candidato ao título.

Já o Avaí chega à quarta derrota em cinco jogos, com um sinal de alerta. Contra o JEC, não mostrou nenhuma jogada bem desenhada, abusou do chuveirinho e não soube achar um jeito de escapar de uma forte marcação.

Quem quer brigar pela Série A precisa estar voando nesse mês final de campeonato. O Joinville está, com um elenco unido, compacto em campo, competitivo e com espírito de campeão. Acho que ninguém tira uma vaga do tricolor.



Nenhum comentário:

Postar um comentário