sábado, 25 de outubro de 2014

Não pode bobear, tem que lutar. Cada ponto é importante

Na história dos pontos corridos, já aconteceram daquelas histórias das recuperações históricas na reta final do Brasileirão. Já teve muito drama, choro e festa daqueles que se salvaram. A comemoração parecia conquista de título.

A torcida fica apreensiva. Mas pra chegar no objetivo tem que ter entrega, vontade, luta, pra brigar por cada ponto. Aquele time que não tem qualidade técnica precisa se superar, correr por dois, terminar o jogo se arrastando em campo. Se jogar em casa, tem a torcida ajudando.

A introdução desse post reflete a rodada desse sábado. Veja o caso do Criciúma, que ameaçou uma reação contra o Vitória mas não teve vontade nem futebol pra isso. Mais uma atuação fraca, que marca de vez a terrível situação do time. Se antes a distância para sair da zona de rebaixamento era razoável e possível de se alcançar em uma rodada, hoje são necessárias pelo menos duas. São quatro pontos para o 16o. lugar e jogos contra São Paulo e Cruzeiro pela frente.

Há uma possibilidade de Gilmar Dal Pozzo ser demitido. Não tenho procuração pra defendê-lo, mas a culpa não é dele. Talvez o grupo possa ver uns VTs de jogos da Chapecoense, exemplo de entrega de um time que sabe que não é galático, mas é motivado até o pescoço. Cada um precisa assumir a sua responsabilidade dos atos. É o time mais caro dos três de Santa Catarina e é o que pior rende.

A Chapecoense tomou gol do Santos numa grande desatenção e ralou muito pra conseguir o empate na Arena Condá, empurrado pela torcida, que merece destaque pela maneira com que dá a resposta ao empenho do time. Poderia ser uma vitória, claro. Mas na situação que está essa briga pelo rebaixamento, não tem como reclamar do ponto. O time está empatado com Palmeiras e Figueirense, com três pontos de vantagem para o primeiro da zona. Pela frente, dois adversários diretos, primeiro o Figueira em Floripa e depois o Vitória, em casa.

Já o Figueirense empatou com o líder. Numa primeira análise, bom resultado. Mas a lambança de tomar um gol em lance de arremesso lateral no primeiro tempo derrubou o plano de tentar algo melhor. O time jogou bem, conseguiu fazer um jogo equilibrado e conseguiu o empate. Pena que lá atrás um erro infantil custou sorte melhor. Mas foi contra o líder. Não dá pra chorar o ponto conquistado.




Nenhum comentário:

Postar um comentário