quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Com Jael e Rafael Costa, JEC monta um ataque que promete

O modo como o ataque do JEC se desenhou durante a Série B é separado pela lesão de Jael, que até então era o artilheiro do campeonato.

Depois que ele lesionou o tornozelo e ficou fora do Brasileirão, Hemerson Maria demorou para achar o caminho das pedras no ataque. Acabou encontrando com Edigar Júnio e Fernando Viana, conseguiu o acesso e levou o título.

Aí Edigar voltou para o Atlético-PR e veio Rafael Costa, depois de uma longa negociação do presidente Nereu Martinelli. Seria uma simples substituição. Com a iminente chegada de Jael, o ataque ganha uma outra grande opção de qualidade, mas pode ter que fazer com que Maria mexa um pouco na composição do time campeão no ano passado.

Mas tenha certeza que, se a dupla encaixar, terá um padrão digno de Série A. É aguardar pra ver.


Nenhum comentário:

Postar um comentário