terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Olho na Chapecoense!

Essa temporada 2015 com a permanência da Chapecoense promete ser interessante.

A conta é a seguinte: no ano passado, o clube não usou toda a cota disponível em contratações. Separou uma parte para pagar dívidas e terminar o CT. Com o clube totalmente saneado financeiramente (coisa raríssima no Brasil), o trabalho para este ano foi facilitado. Fala-se em um aumento de 30% no orçamento. É um caminhão de dinheiro.

O Verdão passou por um estágio bem complicado. Pegou um primeiro ano de Série A sem nem esquentar o lugar na B. Todos aqui no Estado sabem da capacidade da turma lá do oeste de contratar, mas eles apanharam um pouco no principal campeonato do país. Como os adversários deram a brecha, houve tempo hábil para uma reação que veio na reta final com a volta de Celso Rodrigues e empurrado por jogadores que estavam lá e resolveram jogar ou vieram com o campeonato andando e ajudaram bastante.

Acompanhar essa montagem da Chape em sua segunda temporada na elite vem sendo muito curioso. A escolha do técnico foi acertada. Vinicius Eutrópio sabe o que faz e ao mesmo tempo foge daquela imagem do técnico medalhão ou maluco.

As contratações de atletas vêm na contramão dos adversários de SC. Enquanto os outros agem com cautela, sem muita pressa para completar o elenco, a Chapecoense amarra acordos e vai trazendo gente que, no papel, vão ajudar muito. Nem todos me parecem úteis. William Barbio, por exemplo, é um problema que o Vasco tenta dar um jeito de ficar empurrando pra tudo que é time até acabar o contrato. Mas veio gente boa, em algumas negociações que não vão fazer o clube pagar todo o salário. O zagueiro Vilson, os volantes Gil, Elicarlos e Maylson, o meia Maranhão e os atacantes Roger e Ananias são as provas de que esse time quer surpreender.

A italianada lá do oeste não brinca em serviço. Se organizou, tá com dinheiro em caixa e quer ir longe.



Nenhum comentário:

Postar um comentário