sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Oliveira, de elogiado a criticado em um lance. JEC deixa escapar a vitória em Lages

Assessoria JEC
Oliveira, novo titular do gol do JEC, era o homem mais observado da partida em Lages. Pelo fato de substituir Ivan, e agora efetivado com a rescisão do antigo camisa 1, havia uma espécie de atenção especial em cima dele, que não pode ser chamada de pressão. Ele ia muito bem, atuando com segurança. Mas antes do apito final, um cruzamento alto fez ele se atrapalhar. Gol de Marcelinho Paraíba, e o jogo terminou empatado. Tipo da falha que vai fazer o goleiro ser lembrado pelo gol que tomou, e não pelos que evitou.

Algumas constatações: faltou ao time de Hemerson Maria controlar a posse de bola quando estava na frente no placar. Valorizar a posse de bola e gastar o tempo foram trocados por chutes a gol e devoluções de bola para o adversário, que foi para o desespero e conseguiu faturar um pontinho.

Hemerson de novo apostou na cautela e, em dado momento, tirou Fernando Viana para colocar mais um zagueiro. Em Lages ele inventou demais, andando na contramão do time que todo mundo sabia de cor e salteado na época da Série B, com suas variáveis e padrão bem definido. Vem aí a quinta rodada, e já passou da hora do time se acertar. A situação não é desesperadora, mas inspira atenção, mais pela má qualidade do futebol do que pela classificação em si.

Quarta tem jogo contra o Criciúma, outro time que não convence, mas que tem mais camisa. Se o técnico tricolor não inventar, já é um bom início.



Nenhum comentário:

Postar um comentário