quarta-feira, 18 de março de 2015

Só o Figueira vai ter que correr mais 90 minutos

Não tenho dúvida que o Figueirense vai passar de fase na Copa do Brasil. Tem mais time, maior investimento e ainda traz para o Scarpelli dois gols marcados fora de casa. Mas é o tipo do resultado que não dá pra ficar satisfeito pela diferença entre os dois clubes. Menos mal, não perdeu. Mas os jogadores perderam uma folga durante os duros jogos do hexagonal do catarinense. Vencia por 2 a 0, tinha eliminado o jogo de volta, acabou tomando o empate. Segue o bonde, um jogo a mais para encarar.

Enquanto isso, Chapecoense e Criciúma passaram por cima dos adversários sem dó. Interporto e Real Noroeste já estão satisfeitos com a gorda cota da CBF que paga algumas folhas de pagamento. É o cenário dos estaduais de Tocantins e Espírito Santo, que tem baixos investimentos e traz como prêmio principal a vaga na Copa do Brasil.

A exigência aumenta na segunda fase, contra times mais qualificados. Aí tem jogo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário