quinta-feira, 9 de abril de 2015

Joinville, finalista que cresceu na hora certa

Assessoria JEC
* Publicado no jornal "Notícias do Dia" de 09/04/2015

Já critiquei muito o modo como o Joinville vinha se apresentando neste Estadual, mas a crescente das últimas atuações e, principalmente, o modo com que o time venceu e segurou a pressão dentro da Arena Condá constatam que o Tricolor de Hemerson Maria cresceu no momento decisivo do campeonato, mesmo recheado de desfalques. Foi a quinta vitória seguida, que garantiu a primeira vaga na decisão.

Pressionada, a Chape não tinha outra coisa a fazer se não pressionar desde o primeiro minuto, mas não contava com a falha de Rafael Lima na frente de Tiago Luís, que acabou abrindo o placar. Trouxe intranquilidade para o time da casa, que tomou o segundo num espetacular contra-ataque armado por Kempes e pelo próprio Tiago, finalizado por Wellinton Junior. E mesmo com um jogador a menos depois da expulsão de Guti, o JEC continuou levando perigo ao gol de Nivaldo. Uma atuação irrepreensível.

Hoje à noite é a vez do Figueirense encaminhar a sua classificação, em casa, contra o eliminado Metropolitano. Caso vença, o jogo de domingo na Arena, além de ser um aperitivo da final, pode decidir quem vai jogar a grande decisão em casa com a vantagem de dois resultados iguais. Uma decisão que vai premiar aqueles que tiveram melhor momento na reta final do hexagonal, no momento que vale. O Joinville já mostrou a que veio. Vai entrar em boa condição técnica e com a moral lá em cima. O Figueira tem três partidas para se acertar e chegar aos jogos finais em condição igual ou melhor.
Lá embaixo

No quadrangular da morte, depois da última rodada, que praticamente encaminhou o rebaixamento do Marcílio Dias e do Guarani, as reações foram imediatas. O Marinheiro dispensou 12 jogadores e o técnico, Leandro Campos, já em clima de fim de festa. Isso até facilita o trabalho o time de Amaro Junior na última rodada. O mais complicado é depender do AvaÌ, que já cumpriu o seu objetivo. Ambos terão um futuro bem complicado, já que a segundona começa na metade do ano que vem. Mais de um ano sem um jogo oficial sequer, pois a Segundona 2016 é só no segundo semestre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário