quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Envolvido do começo ao fim*

* Publicado no jornal "Notícias do Dia" de 13/08/2015

O técnico Argel não foi feliz na armação do time para enfrentar o São Paulo, que manteve o jogo sob controle desde o seu início. Juan Carlos Osorio leu muito bem o adversário, montou uma forte linha de marcação e adotou a pressão na saída de bola. Diferente da partida em Chapecó, quando o adversário deu o espaço no segundo tempo, desta vez o Figueira não jogou e ficou perdido em cima de um adversário eficiente. Uma derrota inquestionável com uma atuação abaixo da crítica, que deixa para Argel a tarefa de achar uma solução para enfrentar um time que soube ocupar muito bem o campo, como o São Paulo fez, e conseguir se impor contra ele. 

O turno termina para o Figueirense domingo no Maracanã, no jogo contra o Fluminense. Vai enfrentar um adversário que luta pelo G4, mas que tem quatro derrotas nos últimos cinco jogos, mostrando uma grande irregularidade. Sem medo e tentando repetir a vibração do empate na Arena Condá, dá pra trazer um bom resultado. A "gordura" para a zona de rebaixamento caiu para quatro pontos. Ainda é uma situação administrável.

Hoje é a vez do Avaí tentar colocar sete pontos de distância para o Z4 contra a Ponte Preta, um adversário direto que venceu na estreia do novo treinador. Gilson Kleina tem desfalques mas fará a estreia de Nestor Camacho, atleta que se espera muito. O técnico avaiano mostrou preocupação em ter que mexer muito na estrutura do time, mas é inevitável. De repente ele possa encontrar uma outra alternativa de jogo, para que apareçam alternativas para um returno que promete ser bastante duro.

Decepção no esporte amador

Jovens atletas de todo o Estado ficaram muito decepcionados depois do anúncio da Fesporte do cancelamento da Olesc e do Parajesc, eventos importantíssimos da base esportiva catarinense. Já há algum tempo dirigentes dos municípios mostravam preocupação com a realização destas competições. Os Joguinhos Abertos em Itajaí correram risco e, agora, o governo do Estado resolve cancelar o evento que tem a maior participação de municípios, com muitos garotos treinando com afinco por todo o ano para participar das competições. Se houvesse vontade, os eventos aconteceriam. O esporte de Santa Catarina sofreu um duro golpe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário