segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Semana decisiva na segundona. Camboriú e Brusque só dependem deles para subir

Alain Rezini
Essa é a semana final da primeira fase da Série B do Catarinense. Faltam duas rodadas, e Camboriú, Brusque e Tubarão são os únicos times ainda com chances. Alguns já estão eliminados há algum tempo e já podem iniciar a limpeza. Fruto de um regulamento que até pode ser interessante para quem assiste de fora, mas é uma chamada ao prejuízo para quem ainda tem que jogar para nada. Até o rebaixamento já foi resolvido, com a eliminação do Blumenau.

Os três que brigam pelas duas vagas no acesso não terão confrontos diretos. Todos enfrentam times já mortos no campeonato, o que faz crescer a possibilidade da tal da "mala branca", que já aconteceu semana passada. O Tubarão tem apenas mais um jogo, já que enfrentaria o Blumenau na quarta e terá creditado para si uma vitória por 3 a 0. O problema é que o time de Abel Ribeiro depende de um tropeço de Brusque ou Camboriú para subir na classificação.

O Brusque enfrenta o Operário na quarta em Mafra e o Juventus de Seara domingo, no Augusto Bauer. Já o Camboriú vai a Tubarão enfrentar o Hercílio Luz e na última rodada pega o Porto, no Robertão. Estes só dependem deles. Venceu as duas, subiu.

Curiosidade é que, mesmo com boas campanhas, ambos os três trocaram de treinador com o campeonato andando. O Tubarão trouxe Abel Ribeiro para o lugar de Roberto Jesus, enquanto o Brusque contratou Mauro Ovelha para a vaga de Leandro Campos. O caso do Camboriú é mais curioso: demitiu Paulo Foiani e colocou Rony Aguilar como interino. Os resultados vieram e ele lá permaneceu.

Ambos os três tem times com qualidade semelhante. Falta saber se terão competência para passar por times eliminados para conquistar o acesso.


Nenhum comentário:

Postar um comentário