quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Vitória apenas protocolar

A seleção brasileira cumpriu a sua obrigação. Não dá pra dizer que há um clima tão decisivo assim num jogo contra a Venezuela, até porque a obrigação de vitória transcende toda e qualquer situação nas eliminatórias.

Foi até fácil, facilitado pelo gol no primeiro minuto. Aí foi só administrar daquele jeito, com falta de padrão tático e qualidade bastante duvidosa. Tipo do jogo que não dá pra se tirar conclusão alguma de melhora. Passou, venceu, fez a obrigação, segue o bonde.

Dunga fez alterações que podem ser consideradas interessantes, mas impossíveis de dizer se realmente surtiram efeito e se derão um bom volume de jogo contra a Argentina. Gostei da saída de Jefferson para a entrada de Alisson e a colocação de Ricardo Oliveira, artilheiro do brasileiro e que está numa ótima fase, no comando do ataque.

As eliminatórias apenas começaram e a seleção jogará assim, pressionada até o final, depois do vexame na Copa. Vem por aí dois jogos complicados.


Nenhum comentário:

Postar um comentário