sábado, 14 de novembro de 2015

Brasil achou o empate em Núñez. Para ser um time falta muito

Rafael Ribeiro / CBF
A Argentina dominou o primeiro tempo e vencia o jogo com a máxima justiça. O time do Brasil tentou se organizar minimamente e conseguiu um gol fruto de um passe estranho de Daniel Alves (daqueles que tem 90% de chance de dar errado) e o rebote de Lucas Lima.

Pior para os argentinos, claro. Não venceram ainda nas eliminatórias e terão pedreita na Colômbia na próxima rodada. Mas pelo menos, ele são um time. Jogaram como um time. O Brasil não é time, e vai levar um longo tempo para se transformar em um. Neymar não apareceu, e como era até esperado, o time sumiu. Douglas Costa deu um pouco de brilho e participou do lance do gol.

O time pode e deve jogar mais, até para não correr riscos de uma classificação certa. Vencendo o Peru, não vai haver desespero na tabela.

Mas definitivamente, e sem julgar se a geração é boa ou ruim (esse debate será eterno), não temos um time. Coisa que a Argentina tem há tempos.




Nenhum comentário:

Postar um comentário