domingo, 1 de novembro de 2015

Chape perdeu a chance de carimbar sua permanência. Na luta contra o Z4, Goiás foi o vencedor da rodada

Francieli Constante / Assessoria ACF
A Chapecoense tinha a chance de abrir oito pontos de Coritiba e Goiás e ficar muito mais tranquilo na briga para permanecer na Série A. Seria uma distância muito confortável. Acontece que o time não conseguiu bater o Atlético-PR com um jogador a mais em campo por um bom tempo. Weverton foi o nome do jogo, sem dúvida. Mas faltou aplicação e pontaria. Comparando com a épica vitória sobre o River Plate, faltou futebol.

A luta contra o rebaixamento vem se caracterizando por poucas vitórias de quem está no desespero. Nos confrontos diretos, caso de Coritiba x Figueira, deu empate. Voltando a bater numa tecla que já falei por aqui, uma vitória faz muita diferença, em um cenário cheio de empates e derrotas. Em cima disso, o grande vencedor da rodada foi o Goiás, que ao bater o Inter chegou aos 34, passou o Coritiba e ficou a um ponto do Avaí (3 pontos nos últimos cinco jogos) e Figueira (com uma campanha recente melhor, oito pontos nos últimos 15 disputados).

Resumindo: uma derrota na próxima rodada pode custar uma entrada no Z4 ou uma boa distanciada. Na próxima rodada não haverão confrontos diretos, mas na seguinte terão dois (Avaí x JEC e Goiás x Coxa) que podem trazer um outro cenário.

Lá atrás, tem JEC e Vasco, que de certa forma podem comemorar o que aconteceu na rodada, já que ninguém disparou. Muita gente faz contas e contas, mas precisa ter futebol pra isso. Semana que vem, o tricolor enfrentará o bom time do Santos com os desfalques de Kadu e Naldo, enquanto o Vasco vai a São Paulo pegar o Palmeiras. Não são favoritos, portanto. Com as derrotas do final de semna, é uma rodada a menos para buscar reação.



Nenhum comentário:

Postar um comentário