domingo, 8 de novembro de 2015

Figueira e JEC perderam mais uma oportunidade. Vasco se aproxima e põe mais drama na briga contra o rebaixamento

Luiz Henrique / Figueirense FC
E segue a novela daquela briga ingrata contra o rebaixamento, onde todo mundo patina e, com o final chegando, aumenta a dramaticidade da disputa nestas quatro rodadas finais.

O Figueirense acabou parando em Victor e foi punido por isso, tomando uma dolorida derrota no finalzinho. Faltou calma e pontaria, já que o time enfrentava um adversário desesperado para vencer e adiar a festa do título do Corinthians. Quando a chance apareceu, ela não foi aproveitada. Aí, faltou atenção na recomposição da defesa. Dátolo aproveitou a bagunça na área para marcar o gol.

Se tivesse vencido, o alvinegro abriria cinco confortáveis pontos do primeiro time do Z4. Agora está a apenas dois, com o Vasco vencendo mais uma, e uma pedreira fora de casa contra o bom time da Ponte Preta. Considerando que também há um confronto direto de Goiás e Coritiba, uma nova derrota pode custar a perda de uma posição ou até de duas, já que o Avaí vai receber o Joinville na Ressacada.

Assessoria JEC
O JEC poderia encostar nessa briga aí. A lama na Arena Joinville não pode servir de desculpa, já que o ataque tricolor falta em qualidade já há um bom tempo. Agenor segurou as pontas lá atrás, mas faltou articular mais, jogar mais a bola na área e mostrar uma entrega semelhante àquela da Chapecoense ontem contra o Fluminense. Agora, com 31 pontos, o tricolor vai à Ressacada para tentar se aproximar do Avaí, em uma partida sem favorito por causa do fraco futebol de ambos. É a partida que pode selar o rebaixamento, já que uma derrota colocaria o time de PC Gusmão a sete pontos do Leão. Aí pode ensacar a viola.

Uma coisa pode ser dita: o Joinville teve todas as chances possíveis de sair do Z4 mesmo após o fim da era Adilson Batista. O time não aproveitou e está vendo a Série B mais próxima.


Nenhum comentário:

Postar um comentário