quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Figueirense e Chapecoense conseguem vitórias históricas, e podem ir mais longe

A quarta-feira reservou ocasiões especiais para Figueirense e Chapecoense. O primeiro conseguiu uma virada sensacional, sem parar de lutar, sobre o Atlético Mineiro. O outro passeou sobre a Ponte Preta e vai, pela primeira vez em sua história, fazer um jogo oficial no exterior.

O mais importante disso: ambos podem sonhar em ir longe nas suas competições.

O Figueirense teve muito do espírito deixado por Argel em campo. Entrega, luta, sem esmorecer depois de tomar um gol. O Galo parecia querer segurar o jogo para levá-lo aos pênaltis, mas o Figueira não parou de pressionar. Acabou premiado com o gol de Marcão, que dá muita moral ao time e a certeza de que, no mata-mata, o time tem virtudes de uma equipe copeira. Se der conta da maratona, que agora terá dois jogos por semana no Brasileirão, pode ir mais além e garantir mais uma boa grana para o caixa do clube. Uma vitória como  essa pode e deve dar moral para a difícil sequência que vem aí na Série A.

Lá no Oeste, a Chapecoense não usou titulares mas venceu a Ponte e vai enfrentar a Universidad Católica ou o Libertad na próxima fase. E acho que dá pra sonhar em ir longe. Considerando que vai demorar um pouco até esse confronto acontecer, e nesse meio tempo o Verdão tem a chance de somar mais pontos para continuar em situação tranquila no Brasileiro, vem a pergunta: por que não tentar? Não há risco para ser corrido no Nacional e a possibilidade de seguir bem na Sul-americana é boa. Coisa pra se pensar.


domingo, 23 de agosto de 2015

A incrível virada do JEC

Carlos Junior / Notícias do Dia
O Joinville conseguiu o que era improvável: até fazia um jogo igual com o Fluminense, mas tomou um gol aos 25. PC Gusmão mandou o time pro desespero e conseguiu empatar com Mário Sérgio em uma jogada iniciada por Anselmo.

Conseguiu injetar um gás para os minutos finais. O Flu já estava jogando pra segurar o resultado.

Eram 46. Diego fez uma bela jogada e cruzou. Marlon marcou contra. Tipo do cruzamento complicado pra tirar. E quem é o zagueiro que deixaria passar uma daquela, com Ricardo Bueno por perto.

Deu certo, gol da virada.

Uma vitória mais do que necessária depois dos outros resultados da rodada. Time volta a ganhar moral e confiança de que pode enfrentar qualquer um de igual pra igual. Não foi um jogo brilhante, mas merecedor de um bom resultado.

E isso foi o que aconteceu. O Fluminense errou e deu a abertura para o JEC virar. Chance aproveitada e três pontos conquistados.