segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Catarinense 2016: Camboriú


CAMBORIÚ FUTEBOL CLUBE
Fundação: 11 de abril de 2003 (como SD Camboriuense)
Cores: Verde e Laranja
Estádio: Roberto Santos Garcia (3.500 lugares)
Presidente: José Henrique Coppi
Técnico: Rony Aguilar
Ranking "BdR" 2015: 11o. Lugar 
Catarinense 2015: Vice-campeão da Série B




O Camboriú está de volta à primeira divisão depois de uma briga ponto a ponto com o Atlético Tubarão. Acabou conseguindo o acesso no desempate pelo saldo de gols e retorna com a promessa de fazer bonito. O clube faz reformas no gramado do estádio Robertão (e está precisando, incrível como ele foi detonado nos últimos anos) e se mobiliza para envolver não só a comunidade de Camboriú, bem como o pessoal do outro lado da BR, em Balneário. Até camisa alusiva à cidade vizinha o time apresentou em 2015.

Na segundona, o time fez um primeiro turno abaixo da crítica e reagiu muito bem no segundo, sob o comando do então auxiliar Rony Aguilar, ex-lateral do próprio Cambura no ano em que o time conquistou o primeiro acesso, em 2011. Mais jovem treinador do Estadual (34 anos), Aguilar recebeu a confiança da diretoria em tocar o desafio do retorno à elite.






A filosofia de contratações do Camboriú é muito, mas muito clara: experiência. Possivelmente com um orçamento limitado, o time foi ao mercado buscando minimizar a margem de erro. A receita? Jogadores que sobram em rodagem, caso do volante Xipote, que dispensa apresentações. Outros que por lá estão são os atacantes Brasão, Cadu Mineiro (ex-Chapecoense) e Aldair (ex-Joinville), o volante Eurico (ex-Brusque), o zagueiro Vitor Hugo (ex-Inter de Lages) e os laterais Thoni e Badé (ex-Chapecoense). Como se vê, é o tipo de time que é fácil de identificar por quem conhece o futebol local.

É um time muito mais forte do que aquele que conquistou o acesso no ano passado. Tem jogadores que podem resolver, caso Rony Aguilar dê conta de fazer o time encaixar. A preparação em Luiz Alves busca isso. Em 2012, muita gente dizia que o Camboriú era favorito para cair, o time foi lá e supreendeu. O objetivo desse ano é o mesmo, buscar criar um fato novo e beliscar uma vaga na Série D.


Nenhum comentário:

Postar um comentário