sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Reinicia a era Eutrópio no Figueira

Daniel Queiroz / Notícias do Dia
Voltando no tempo. Vinicius Eutrópio havia conquistado o título estadual em 2014 contra o Joinville e, após um mau início no Brasileiro, foi demitido do Figueirense sob contestação de diretores e torcida e muitas críticas ao então executivo do clube Rodrigo Pastana.

Sua volta é, ao mesmo tempo uma atitude técnica da diretoria e que tem uma rejeição próxima do zero. Traduzindo: diante das opções do mercado (principalmente na questão de custo), prevaleceu um profissional que se encaixa no que o Figueira pode pagar (deve ter rolado acordo do que ficou a ser pago em 2014) e que agrada os torcedores. Foi uma boa escolha.

Está feita a receita para que Eutrópio possa começar a arrumar a casa. Quase 50 dias de temporada ficaram para trás. E que fique bem dito que o estadual deixa totalmente de ser obrigação, diante de uma  realidade de que o time precisará contratar e bem para o Brasileirão e deve perder o seu principal jogador a qualquer momento. 

Resumindo: o que vier agora é lucro. Que deixem Eutrópio trabalhar para o Campeonato Brasileiro. A torcida o tem como ídolo e dará abertura para trabalhar, apesar de que sua última passagem na Ponte Preta, não ter sido nada boa. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário