sexta-feira, 18 de março de 2016

Avaí e Inter, derrocada no returno

Olha só como esse campeonato caminha...

No final do primeiro turno, e olha que não faz muito tempo, o Avaí terminou em segundo lugar e deu uma esperança que poderia ir bem no returno (lembram do técnico Raul Cabral dizer que o time "deu liga"?). Subindo a serra, o Inter de Lages vinha bem, com direito a sequência invicta e um 3 a 0 em cima do Criciúma. Agora não sabe o que é vencer há quatro jogos. Tinha vantagem de seis pontos para o Brusque na briga pela Série D. Agora foi ultrapassado e vê o Metropolitano no retrovisor. Corre risco de ficar sem calendário.

São duas análises diferentes. Todo mundo sabe que o que aconteceu com o Avaí no turno foi um milagre diante do material humano disponível, e Cabral tinha ganhado méritos nisso. De repente, a magia acabou e o time acumula maus resultados. Demitir o treinador? Pode ser, mas não vai resolver. Ninguém colocou o time como favorito ao título, e esperava apenas que não corresse risco de rebaixamento. E isso ele conseguiu. Para a Série B, precisa contratar, contratar e contratar atletas e montar um time bom, já que esse aí não passará perto do acesso.

Já o Inter se apoiou na boa fase de Isac para arrancar bem. Perdeu muito poder nos últimos quatro jogos e parece ter se tornado um time inofensivo no ataque, perdendo até para o Guarani, que não havia vencido ninguém até aqui. Pode até ser que troque de treinador, mas vejo que aqui o time precise de uma chacoalhada, pois se perdeu no meio do caminho e pode ter que fechar as portas até o estadual do ano que vem.


Nenhum comentário:

Postar um comentário