terça-feira, 19 de abril de 2016

O milagre de Hemerson

*Publicado no jornal "Notícias do Dia" de 19/04/2016

Ninguém discute a competência de Hemerson Maria. Mas o que ele conseguiu fazer com o Joinville no estadual chega a ser um milagre. Pegou um time desmotivado que venceu apenas uma partida no returno e com um ataque sem qualidade, compactou o jogo e construiu sete vitórias em oito jogos baseado em sua defesa e no trio de volantes formado por Naldo, Kadu e Anselmo. 

Recuperou a autoestima do time e do torcedor e conseguiu fazer com que o clube possa enxergar um futuro promissor para a Série B, quando voltará a ter o mercado aberto para trazer as peças que precisa. Duas já chegaram, Pereira e Murilo, que podem dar um gás para que o título venha na terceira decisão consecutiva.

O JEC está na decisão com uma vitória convincente sobre a Chapecoense. O tricolor fechou bem os espaços e não deixou a articulação do adversário funcionar (Guto Ferreira trocou Maranhão por Hyoran a fim de mudar a dinâmica do time que precisava mostrar alguma reação). Venceu a partida com gols de Bruno Aguiar, o artilheiro do time, e de Rafael Donato.


Hoje, o clube tem a certeza que poderá ser o campeão contra uma Chapecoense que fica se perguntando o que está errado, sob pena de perder um título que parecia encaminhado. Tudo culpa desse manezinho que voltou para a Joinville que o recebeu tão bem e, com muito trabalho, arrumou a casa a ponto de chegar numa final de campeonato, algo que era improvável até cerca de um mês atrás. Torcedores dizem que, se ele conquistar o título, merece uma estátua na frente da Arena.

Por pouco, mas escapou

Foi um jogo muito feio, o gol da vitória foi chorado, com participação de dois jogadores do Guarani. E dessa forma, jogando muito mal, que o Avaí escapou do rebaixamento no campeonato catarinense, salvo pela campanha no primeiro turno. Tem razão a torcida em vaiar o time, que pelo terceiro ano seguido brigou no estadual para não cair. Agora é a vez do presidente Francisco Battistotti mostrar o seu plano de impacto para evitar novo vexame na Série B. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário