sexta-feira, 8 de julho de 2016

Conheça a segundona: Barra

BARRA FUTEBOL CLUBE
Fundação: 18 de janeiro de 2013
Cores: Azul e Amarelo
Estádio: Augusto Bauer (pertence ao C. A. Carlos Renaux) - 5.500 pessoas
Presidente: Ana Deyse Mauro Rebouças
Técnico: Círio Quadros
Ranking "BdR" 2015: 17o. Lugar
Catarinense 2015: Campeão da Série C




Com três anos de existência, o Barra é um clube que tem uma organização bem interessante e dinheiro em caixa. Mandará os seus jogos no Estádio Augusto Bauer em Brusque, onde pagou, de forma adiantada, a taxa do aluguel ao Carlos Renaux. Foi campeão da Série C do ano passado com uma facilidade tremenda, fazendo uma campanha quase perfeita de doze vitórias e apenas um empate, com 51 gols marcados e apenas 11 sofridos. Chega à segunda divisão com autoridade, aumentando a sua estrutura e com um time que tem total condição de conquistar o acesso. O Barra quer ser uma referência na formação de jogadores. Possui um Centro de Treinamento em Camboriú com dois campos oficiais, além de uma casa que serve de alojamento para atletas, coisa que muito clube mais velho não tem.

O técnico do Barra é Círio Quadros, de 54 anos e com currículo no futebol gaúcho, onde treinou o Riograndense-SM, Aimoré, Sapucaiense e o Caxias. Veio para Santa Catarina no ano passado, onde comandou o time no título incontestável da terceira divisão. Ganha a oportunidade de comandar a campanha na Série B, montando um time que mescla experiência com jovens talentos, alguns egressos do trabalho de base realizado no clube.





O elenco do Barra mostra que o clube não entra apenas para participar. Muitos dos nomes mais experientes são rodados no futebol catarinense, caso do volante Cambará, ex-Brusque, do zagueiro Elton e do atacante Diogo Dolem, ambos ex-Metropolitano, do lateral Ruan, do Novo Hamburgo, o meia Chiquinho, ex-Caxias e do atacante Cadu Mineiro, ex-Chapecoense que disputou o último estadual da primeira divisão pelo Camboriú. Comparando com elencos dos outros clubes, colocaria entre os três ou quatro mais fortes deste campeonato.

O Barra não tem torcida, possivelmente jogará com pequenos públicos, mas investiu forte para conseguir o acesso. Não me surprenderei se o clube chegar nas últimas rodadas disputando uma das duas vagas, até porque o trabalho de montagem do elenco chama muito a atenção. Vai para a lista dos candidatos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário