quarta-feira, 30 de novembro de 2016

A Chape vai se reerguer

A perda foi irreparável. Acho que todos estão sentindo com se tivessem perdido um irmão, um amigo, um ente querido. Mas assim como nas perdas familiares, todos devem, na medida do possível, tentar voltar à vida normal. É um processo até natural em qualquer situação de luto.

A Chapecoense se reerguerá, tenho certeza disso. Existem pessoas dentro do clube com capacidade, que podem trazer outros profissionais competentes. Uma das heranças deixadas por Sandro Pallaoro foi um clube sanado, com dinheiro em caixa, e com estrutura suficiente para ser bem tocado.

O clube perdeu a sua estrutura do futebol, aquela que colocou o time onde está hoje. Mas um saiu da Chape, passou por momento difícil e penso ser o momento ideal para a sua volta. João Carlos Maringá seria uma pessoa importante para essa retomada. Para quem não sabe, ele perdeu a esposa há alguns dias, vítima de câncer. Pode ser a oportunidade ideal para ambos retomarem a caminhada da vida.

É louvável a atitude dos outros clubes (e, segundo informações, já aceita pela CBF) de "blindar" o time do rebaixamento por três temporadas, além da ajuda para a remontagem do elenco. Atitude semelhante já está sendo ventilada no Estadual. Isso dá tranquilidade para uma reconstrução tranquila e bem estruturada. A Chape tem hoje uma das melhores divisões de base do Estado (venceu o jogo de ida da decisão do estadual de juniores contra o Criciúma. A volta seria nesta quinta, mas o jogo foi suspenso pela FCF), e ali há uma semente plantada com muitos valores (Hyoran, vendido para o Palmeiras, é um deles). Os jogadores que ficaram, como Rafael Lima, Boeck e Martinuccio, já garantem o início do trabalho.

Guardadas as proporções e circunstâncias, é como se o time fosse rebaixado. Muito clube faz uma revolução enorme no elenco. A Chape terá, forçosamente e de forma triste, que fazer isso. Mas dá, é possível. Com competência e o empurrão de um Brasil inteiro que torcerá por ele.



Nenhum comentário:

Postar um comentário