sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Tapetão na Segundona: Juventus denunciará Barroso no TJD

O tapetão será acionado para decidir o acesso no campeonato catarinense da Série B. O Juventus de Jaraguá do Sul, terceiro colocado do campeonato, ingressará com uma notícia de infração contra o Almirante Barroso, líder do campeonato e que conquistou o acesso à elite no campo.

A alegação é que o clube de Itajaí, que é o nome fantasia do Navegantes Esporte Clube, o dono original do CNPJ, que mais tarde tornou-se Sport Club Litoral (que subiu da Série C), carrega uma suspensão da Federação Catarinense de Futebol ainda vigente. De acordo com a acusação, seriam 11 infrações praticadas pelo Barroso.

O clube de Jaraguá contratou um escritório de advocacia de Joinville, que traz uma longa sustentação. Segundo a peça, o Navegantes (um dos clubes mais problemáticos dos últimos tempos, que pertencia na época ao folclórico Egon da Rosa, ex-presidente e hoje persona non grata dentro do Marcílio Dias) está suspenso pela FCF e sequer poderia estar em campo no ano passado. O clube acabou vendido e o Litoral, já com outro nome fantasia, conseguiu o acesso com o vice-campeonato da última Série B, beneficiado com a desistência do Atlético de Ibirama, que acabou subindo o Guarani de Palhoça para a primeira divisão, abrindo uma lacuna na segundona.

Abaixo, você ouve áudio do advogado do escritório contratado pelo Juventus, Felipe Tobar, em entrevista ao programa "Panorama Esportivo", da Rádio Jaraguá AM, descrevendo minunciosamente o caso.

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Resultado fantástico na Argentina

A Chapecoense foi grande mais uma vez e trouxe pra casa um resultado espetacular para carimbar a sua vaga na decisão da sul-americana.  Jogou bem, apresentando o cartão de visita desde o início, sem medo de um adversário tradicional. Teve um momento de instabilidade, mas conseguiu se acertar a tempo. Danilo fechou o gol na hora do desespero deles. Deu certo.

Ao contrário de muito time grande do Brasil que se encolhe jogando na Argentina, a Chape iniciou a partida buscando ocupar todo o campo e mostrando ao San Lorenzo que não seria uma partida de meia linha. O time vinha rendendo bem até o gol de Cauteruccio, em uma falha de cobertura que faz qualquer um sentir o golpe.

Veio o intervalo e os nervos voltaram ao lugar. O gol de Ananias foi um prêmio pra quem enfrentou com coragem um adversário grande e mostrou que não temerá ninguém para levar esse título.

Que venha a volta, com estádio lotado. Até lá, a Chape já estará relaxada no Brasileirão e poderá centrar forças no sonho da América.