terça-feira, 30 de maio de 2017

Chapecoense domina o Avaí e dá o recado

A Chapecoense controlou totalmente o jogo contra o Avaí. A certa altura da partida, preferiu não apertar para esticar o placar e apenas administrou. Houve uma grande supremacia. Jandrei foi tão espectador do jogo que os números do Cartola definem o que foi seu papel no jogo: ele marcou os cinco pontos da defesa que não toma gols, e só.

Vitória que coloca a Chape pela primeira vez na história como líder da Série A, coincidentemente no dia em que se completa meio ano da tragédia na Colômbia. Depois do susto na final do Estadual, é notório que o time vai ganhando mais corpo. A vitória na Argentina, o empate em São Paulo quando poderia vencer, além da vitória sobre o Palmeiras credenciam o time a ter uma temporada sem o desespero da parte de baixo.

O cenário do Avaí é diferente. Já era sabido ainda no estadual que o time precisaria se qualificar. Começou o Brasileiro, e o coro foi aumentando. A derrota em Chapecó foi o estopim definitivo, e não se fala em outra coisa na torcida. Não será fácil, diante da realidade de mercado e do que o clube pode pagar. Há situações que não vai dar pra trazer, outras que o time será a segunda escolha caso não pinte algo do exterior... enfim, uma bomba para a diretoria, com o tempo passando e a necessidade extrema de reforços que cheguem e joguem.

O tempo passa de forma diferente para os dois, com objetivos diferentes. Um tem um bom elenco e corre atrás de reforços pontuais, com dinheiro em caixa. Outro está atrás de um negócio sensacional com o campeonato andando. O recado da partida desta segunda foi bem claro.



Nenhum comentário:

Postar um comentário