sexta-feira, 2 de junho de 2017

A pouco atuante Associação de Clubes de SC perde o Avaí

O Avaí confirmou na tarde desta sexta que está deixando a Associação de Clubes de Santa Catarina, uma entidade que está completando 30 anos, tem um grande propósito, mas apresentou poucas ações efetivas nos últimos anos.

Na prática, isso não muda em absolutamente nada para o Leão da Ilha, que terá que ser ouvida na negociação dos direitos do campeonato estadual por ser um membro dele e pouco ou nada lucrou com essa filiação.

Sou crítico da Associação de Clubes pela forma com que negociou os últimos contratos de televisionamento e pela forma pobre com que tenta gerir o "produto futebol catarinense". Nos últimos anos participou de polêmicas, como a ação de tentar quebrar na marra o contrato assinado de televisionamento com a Record em 2009 para fechar com a RBS. Acabou derrotada na justiça e se incomodou um monte. Três anos depois, aceitou um aumento irrisório na renovação de contrato e deu de bandeja para a TV a transmissão dos jogos para a praça, derrubando a presença de público. Além do mais, não houve arrecadação com publicidade estática e os campeonatos da segunda e terceira divisões estão cheios de problemas. O contrato de naming rights do campeonato catarinense foi feito diretamente com a Federação, que tem garantida em regulamento o direito da placa central nos estádios.

A verdade é que a Associação não pensa como um conjunto, principalmente na divisão do dinheiro e na comercialização do seu principal produto. Ela poderia, por exemplo, ter montado com os votos dos seus membros uma chapa para comandar a FCF. Preferiu ser submissa ao presidente que esteve lá por três décadas.

Se o Avaí está insatisfeito com os rumos que a SC Clubes tomou, não há problema nenhum com a sua saída. Ele não será prejudicado. Inclusive poderá ser beneficiado, caso a Globo resolva abrir negociação individual pelos direitos do Estadual.

Se a Associação mudar muito sua conduta, trazendo dividendos para os clubes, arrumando a casa, e fazendo uma negociação vantajosa pelos direitos de TV, poderei mudar de ideia. Até agora, vi muita reunião, um sem número de fotos, mas poucas ações significativas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário