quinta-feira, 22 de junho de 2017

Diego e Guerrero esmagam a Chapecoense

Gilvan de Souza / Flamengo
No primeiro tempo, só deu Flamengo, no segundo, um erro do goleiro Thiago até deu uma esquentada no jogo. Mas as falhas da defesa da Chapecoense voltaram a aparecer, e à granel: mais cinco gols tomados que transformam o time na segunda pior defesa do campeonato, a frente apenas do Vasco.

A verdade é que a vitória, da forma que aconteceu, é a segunda do Flamengo na Ilha do Urubu, que pode se transformar numa arma rubro-negra na temporada. A torcida muito próxima, sem alambrados (engraçado, em SC a PM diz que não pode) intimida. Hoje, o time buscou energia depois de uma falha de Thiago que poderia custar caro.

Diego jogou muito, participou de quatro dos cinco gols, fazendo dois. Temos aqui uma dupla que vai fazer muito no resto do ano, e a Chapecoense pagou o pato. Pior, tem uma zaga exposta, que já mostrou falhas de acompanhamento e, principalmente, de bola aérea, que criam grande preocupação. Esse precisa ser o foco nos próximos dias. Melhor, o foco deveria ser "retomar o foco". No início do campeonato, esse posicionamento não era tão ruim. Acabou descambando de uma forma extremamente perigosa.

O Flamengo ganha gás para arrancar e tentar algo mais para cima. Já a Chapecoense precisa fazer uma autoanálise. Há ainda uma gordurinha que o deixa afastado do desespero. Só que essa terapia precisa ser rápida, já que no domingo tem um Atlético-MG precisando muito da vitória.



Nenhum comentário:

Postar um comentário