domingo, 9 de julho de 2017

Caminhos corretos e incorretos



Douglas, goleiro do Avaí, é o personagem da rodada do Brasileirão. Fez tudo e mais um pouco. O pênalti defendido foi a mais fácil das defesas. Uma partida de "meia-linha" que acabou em vitória avaiana por causa da cabeça fresca e disposição.

O time aguentou o bombardeio e aproveitou o desespero gremista pra se assanhar na frente. Foram duas chegadas no ataque para dois gols, de Simião e Junior Dutra. Mais uma vez o Avaí apareceu como o visitante indigesto. Ainda não saiu da zona de rebaixamento, mas dá a esperança de que isso poderá acontecer. Há um caminho indicado a ser seguido. Não vai ser fácil, mas a disposição e a disciplina, contando com a eficiência do goleiro, podem tirar o time da situação ruim na tabela. Fazendo uma comparação, o Leão está em um nível de confiabilidade maior que a Chapecoense, por exemplo, neste momento do campeonato.

E a famosa gangorra do futebol de Florianópolis aparece novamente com a má fase do Figueirense, que perdeu mais uma em casa, não dando trégua na crise que incomoda o técnico Marcelo Cabo e seus comandados. Uma das piores atuações do campeonato, somando com o lance bisonho do goleiro Thiago Rodrigues (que nem foi relacionado pro jogo em Maceió).

Quando a fase é ruim não dá nada certo. E o Figueirense precisa pontuar, engatando duas ou três vitórias seguidas pra poder respirar. Aos poucos, o sonho de acesso vai sendo trocado pela permanência. Uma resposta precisa vir antes do final do turno, sob pena de ficar tarde demais. Lá em cima existem times bem acertados, como Juventude, Guarani e até o Criciúma, que evoluiu demais sob o comando de Luiz Carlos Winck. Chegar ao nível deles é a meta. E quem vê os jogos sabe que falta muito.



Nenhum comentário:

Postar um comentário