sexta-feira, 18 de agosto de 2017

18/8 - Aguardando providências

Passaram-se dois jogos do início da nova gestão "terceirizada" do Figueirense e nada de novo se viu. Pelo contrário, piorou: Bruno Alves foi embora, Milton Cruz não conseguiu arrumar a bagunça, e o time ainda está lá no Z4 da Série B. Sinto que houve uma ponta de decepção do torcedor. O novo grupo chegou, prometendo muito (não esquecerei de cobrar as idas para a Libertadores), e dando a entender que traria um caminhão de reforços. Não foi assim. Alex Bourgeois disse que agora tem subsídios para começar a trabalhar, o clube zerou as pendências salariais, e poderão vir algumas dispensas para enxugar o elenco.

Não há muito tempo para paciência e nem boas opções no mercado, em vias de fechar a janela do exterior. Vejo que a primeira tentativa é arrumar o time com o que há a disposição. Se não der certo mesmo assim, o mercado é plano B. Mas penso: onde encontrar atletas de qualidade neste momento? a temporada europeia está começando e as opções não são muitas. Aqui no Brasil, tem alguns não aproveitados na Série A, que não servem em seus times, que estão loucos para repassar. Como diria um amigo meu, neste momento o mercado é um rio vazio, onde só se encontra tranqueira.


SUBINDO

Ainda que muitos o considerem um técnco folclórico, tenho o maior respeito por Mauro Ovelha e a sua história no futebol de Santa Catarina. Comandando o Concórdia na segundona de SC, ele mostra suas credenciais: são cinco vitórias seguidas e a liderança do returno do campeonato, tendo a chance de entrar no G4 da classificação geral se vencer o Camboriú, em casa. Essa arrancada do CAC é um alerta para o Marcílio Dias, que entrou no campeonato prometendo e não vingou. O time está no seu terceiro treinador e nesta semana soltou uma nota no seu site, tratando da complicada situação financeira e do caixa comprometido por ações trabalhistas. Teremos bons pegas pela frente.


DECISÃO EM SOROCABA

O Joinville joga hoje em Sorocaba com a missão de pontuar contra o São Bento, adversário direto por uma das vagas para a próxima fase. Sem Tinga e Charles, suspensos, Pingo tenta ainda achar a equação ideal do time, que tem ótimo desempenho dentro de casa, mas fica devendo muito fora dele. Uma vitória deixa a classificação muito próxima, uma vez que o time enfrentará os lanternas Macaé e Mogi dentro de casa.

VAI MESMO

Falando em Mogi, a Federação Paulista deu uma força, mandou uma grana e o time vai entrar em campo contra o Tupi, no sábado. Melhor assim, que termine com bola rolando. Mas dificilmente o Mogi Mirim escapará do rebaixamento. O Joinville fará o ultimo jogo contra eles, na Arena.


JASC

Está marcada para o dia 19 de outubro a cerimônia de acendimento do fogo simbólico dos Jogos Abertos de Santa Catarina em Brusque, onde tudo começou no ano de 1960. O evento muda de local e volta ao lugar onde foi aberta a primeira edição dos JASC: a Sociedade Esportiva Bandeirante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário