terça-feira, 22 de agosto de 2017

22/08 - Não falar, agir

Até agora o marketing está grande. Já teve jornal fazendo matéria da nova gestão do Figueirense, a chegada de Fernandes teve impressão positiva junto à torcida e encontros foram feitos com organizadas e imprensa para passar detalhes do novo projeto. Mas em toda essa campanha, incomoda a forma com que o CEO da terceirização, o polêmico Alex Bourgeois, se manifesta em redes sociais. Mesmo com o time não apresentando novidade alguma e ainda jogando mal e penando no Z4 da Série B, tratou de fazer piadinha com o rival que está na Série A. Para completar, mostrou desconhecimento de regulamento ao tuitar do nada (não precisava fazer isso) comentando sobre a situação de Clayton em uma possível ida ao Avaí.

Sou daqueles, e acho que muitos são, que acreditam que a melhor resposta a se dar é com vitórias e resultados de uma gestão vitoriosa. Até agora, o que foi feito dentro de campo não mudou muito. Ninguém chegou (OK, essa tarefa é complicada neste momento do ano), o novo técnico não conseguiu trazer uma melhora efetiva e muito torcedor ainda está desconfiado.

Na boa, monsieur Alex, melhor trabalhar sem mandar recado. Porque se não der certo, isso pode virar alvo de chacota.

VAI TER COPINHA

Os quatro clubes que restaram vão tocar a Copa SC, que valerá mesmo uma vaga na Copa do Brasil ao campeão. Até aí, tudo bem. Mas chama a atenção o "convite", que vai entre aspas mesmo, ao campeão da Série B, que só entrará se todos os times da segundona assinarem concordando, sendo que não poderá haver repasse da vaga para o vice, com uma multa estipulada em R$ 150 mil.

Sabe aquela coisa que você bota um preço lá em cima justamente pra não vender? Isso foi o que Brusque, JEC, Inter e Tubarão fizeram. Com 90% de certeza, os clubes da segundona não aceitarão a proposta. Todos tem orçamentos contados e com jogadores encerrando contrato um dia após a final. Sem saber se serão campeões, o planejamento é bem complicado. Eu não correria risco de montar elenco para uma competição tão curta.

ARGUMENTO

O Almirante Barroso soltou nota explicando os motivos da sua desistência da Copa SC. Todos são aceitáveis, mas uma coisa chama a atenção: o clube diz que o investimento é alto e uma ida para a Copa do Brasil resultaria em despesa alta, já que o time só jogará a Série B no segundo semestre. Até aí tudo bem, mas não pensaram nisso antes?

"PLANTADA"

Em entrevista ao Notícias do Dia, o presidente avaiano Francisco Battistotti falou em "notícia plantada"a informação do interesse do Avaí em Clayton. Longe de querer desmenti-lo, mas teve diretor do clube que partiu em defesa da sua contratação, inclusive discutindo sobre a questão envolvendo a sua condição de jogo. Sei lá. Mas é um negócio complicado para sair.


segunda-feira, 21 de agosto de 2017

21/08 - Vitória "divisora de águas"

A expressão não é minha, e sim dos jogadores da Chapecoense após a vitória sobre o Palmeiras. Na roda antes da subida para o gramado do Allianz Parque, o atacante Tulio de Melo falou para o grupo que, a partir dali, era hora de um esforço a mais. Esquecer os últimos dias e focar no returno do campeonato, onde a situação está longe de estar perdida. Antes disso, um encontro com o presidente Maninho serviu como um marco de passagem.

Dentro de campo, se viu uma entrega maior do que outras partidas. Claro que o Palmeiras vive dias bem ruins, com uma crise enorme. A Chape soube se impor, abriu o placar, abriu a torneira do desespero do adversário e matou o jogo no final, instantes depois de uma bela defesa de Jandrei. O time volta pra casa fora da zona de rebaixamento, tendo pela frente um jogão em casa contra o líder Corinthians e o jogo contra o Avaí para tentar consolidar essa virada.

Bom ressaltar que o time não virou bom do dia para a noite. Uma boa fase tem que ser confirmada com sequência, e o trabalho de Vinícius Eutrópio tem mais contras do que prós até aqui. De qualquer forma, a atuação em São Paulo deu esperanças. A ver a sequência desse trabalho estabelecido depois de uma boa conversa.

QUASE

Nos pés de Junior Dutra estava a vitória do Avaí sobre o São Paulo. Num erro grosseiro do goleiro Sidão, a bola estava com ele para fazer 2 a 0 e definir o jogo. Passou perto, e o São Paulo empatou logo depois. Não foi um jogaço, mas era um confronto direto onde a vitória era imprescindível. A chance desperdiçada custou uma porta de saída do Z4. Agora vem a Chapecoense em mais uma partida de seis pontos.

CLAYTON VEM?

A notícia divulgada pelo amigo Clayton Ramos da RICTV caiu como uma bomba em cima da rivalidade da dupla da Capital. O atacante do Atlético-MG, atualmente emprestado ao Corinthians passou o final de semana na ilha, e somando com a informação da negociação por parte do Avaí, deixaram no ar uma forte possibilidade de acerto. É uma boa? Diante do que há no mercado, próximo do seu fechamento, é uma tentativa bastante válida. Acrescentaria muito ao setor ofensivo do time, e daria ao jogador a possibilidade de estar em atividade, de repente aparecendo para ser melhor aproveitado no Galo no futuro.

E antes que alguém pergunte, a ida dele para o Avaí é absolutamente legal. A CBF permite o empréstimo de um atleta por no máximo duas vezes por ano, e Clayton não atuou em competições nacionais pelo Atlético, onde jogou algumas partidas pelo Estadual e uma pela Primeira Liga. No Corinthians, não atuou em sete partidas. Está totalmente limpo.

JEC, DE NOVO, DECEPCIONA FORA DE CASA

O Joinville é o melhor mandante da Série C, mas fora de casa tem números de rebaixamento. A derrota para o São Bento só não complicou mais a vida do time porque os outros times resolveram colaborar. Os adversários tropeçaram e mantiveram o tricolor na porta do G4 do Grupo B faltando três rodadas para o final (Macaé e Mogi Mirim em casa, Bragantino fora).

É possível se classificar, mas não dá pra errar tanto de novo. Zé Mateus, que já tinha cometido erro infantil em Juiz de Fora, voltou a errar, permitindo o belo chute a gol que abriu o placar. Pingo errou na escalação ao ousar demais em um jogo que o empate era bom resultado. Agora é correr atrás da máquina para conseguir a classificação. A tendência é que o time entre se vencer os dois jogos que restam em casa, justamente contra os dois que hoje estariam rebaixados. Os possíveis adversários no mata-mata decisivo seriam o CSA ou o Sampaio Corrêa.