quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Catarinense 2018: Concórdia

A partir de hoje, o Blog inicia a sua tradicional série de posts com perfis e análises dos clubes do Campeonato Catarinense de 2018. A cada dia, um dos dez clubes da primeira divisão serão apresentados por aqui. Aproveite!

Iniciamos a série com o campeão da segunda divisão, o Concórdia.


CONCÓRDIA ATLETICO CLUBE
Fundação: 2 de março de 2005
Cores: Vermelho, Verde e Branco
Estádio: Domingos Machado de Lima (Municipal) - 8.000 lugares
Presidente: Jonas Guzatto
Técnico: Mauro Ovelha
Ranking "BdR" 2017: 9o. lugar
Catarinense 2017 : Campeão da Série B



O Galo do Oeste teve uma arrancada sensacional dentro da Série B do ano passado para reconquistar um lugar na primeira divisão, que não ocupava desde 2011. Depois de um início irregular,  com derrota para o Barra e empate com o Operário de Mafra, a diretoria do Concórdia, comandada pelo jovem presidente Jonas Guzatto, se reuniu e tomou a decisão de "dar uma tacada mais alta". A partir dali, foi determinado que, se realmente o CAC quisesse brigar pelo acesso, precisaria investir mais alto e qualificar o elenco. A saída de Gilmar Silva foi o divisor de águas da campanha do time do Oeste.



Na noite de 7 de julho último, a diretoria do Concórdia divulgou a atitude, trazendo um ídolo do futebol da cidade. Mauro Ovelha, ex-zagueiro do finado Concórdia Esporte Clube, foi contratado para trazer o "up" necessário para levar o time à primeira divisão. Junto com reforços importantes para o time, como Marcos Paulo, Abner, Neguete e Wilson Junior, o Galo teve um returno da segundona praticamente perfeito, com sete vitórias e dois empates, levando a vantagem de decidir o acesso em casa contra o Marcílio Dias. Mauro dispensa apresentações. É um dos mais respeitados técnicos do futebol de Santa Catarina. No ano passado, encerrou um ciclo de dois anos no Brusque e assumiu a barca do Metropolitano em sequência.


O elenco do Concórdia tem remanescentes do elenco campeão da segundona do ano passado. Destaque para o atacante Marcos Paulo, artilheiro da última Série B com 13 gols. O ataque do Galo também conta com outros jogadores conhecidos no Estado. Do Brusque veio o atacante Aldair, de anos de serviços prestados no Joinville. Também está no elenco Rafael Santiago, de passagem pela Chapecoense. Na marcação, outro ex-Chape tem destaque: Diogo Roque, de anos no Londrina e passagem pelo Brusque. O último jogador anunciado foi Luizinho, atacante vice-campeão pelo Hercílio Luz na Série B passada.

O Concórdia não montou um elenco com estrelas caras, mas promete trabalhar bastante. Tenho dito há anos que os times que Mauro Ovelha monta não correm risco de rebaixamento, fazendo campanhas de razoáveis para boas. Espere um time aguerrido, com marcação forte. Esta é a cara do Galo do Oeste, que por sua vez é a cara do treinador. Pode surpreender.





Nenhum comentário:

Postar um comentário