sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Catarinense 2018: Internacional de Lages

ESPORTE CLUBE INTERNACIONAL
Fundação: 13 de junho de 1949
Cores: Vermelho e Branco
Estádio: Vidal Ramos Júnior (Municipal) - 12.000 lugares
Presidente: Cristopher Nunes
Técnico: Leandro Niehues
Ranking "BdR" 2017: 8o. lugar
Catarinense 2017: 7o. lugar


 Depois de boas impressões nas temporadas anteriores, o Inter de Lages teve um 2017 bastante preocupante. Pela primeira vez desde o seu retorno, flertou seriamente com o rebaixamento no Estadual, terminando o campeonato com apenas um ponto a mais que Almirante Barroso e Metropolitano, os rebaixados. Na Série D, conseguiu ficar em segundo lugar no seu grupo, mas acabou eliminado por detalhes no regulamento. Já na Copa Santa Catarina, a campanha foi uma tristeza. Com um time baratinho, acabou em úlitmo. Nem deveria disputar, jogou dinheiro fora. O clube que já foi a sexta força do Estado e que impressionou muita gente precisa se reencontrar. O desafio é grande para o presidente Cristopher Nunes e sua equipe.

O Inter foi o último time a anunciar seu treinador, quando todo mundo já tinha o seu e inclusive já estava treinando. Após rodar atrás de técnico, o colorado da simpática cidade de Lages resolveu colocar Leandro Niehues, que num primeiro momento chegou no clube para um cargo de gerência, como treinador. Aos 44 anos, Niehues foi revelado no futebol do Paraná, rodando em clubes de lá até assumir cargo de coordenador no Figueirense, em 2012. Duas temporadas depois, ele voltou ao Inter, desta vez como técnico. Chegou 2018 e ele ganha a sua segunda oportunidade. Mas pelas informações coletadas com fontes do clube, a situação financeira no Inter é bem diferente daquele que começou o ano passado.

Dentro desse pensamento, o elenco que o Inter montou em 2018 buscou ter bom custo-benefício. É um time que vai buscar fazer o elenco encaixar mesmo sem atletas mais caros. O destaque do time é o bom atacante Max, que o Inter buscou no passado no Rio de Janeiro, trazendo um excelente resultado, chamando atenção de muita gente. Ter conseguido segurá-lo por mais um ano foi um golaço do Inter. Do restante das contratações, figuram o goleiro Fabian Volpi (não confundir com Neto, hoje no Figueirense) e o atacante Mateus Arence, ex-Hercílio Luz.

Esperar algo do Inter de Lages nesta temporada é incógnita. Notadamente, o time foi montado com um dos menores orçamentos, se não o menor, do campeonato estadual. Se o barato sair caro, os resultados dirão. Mas o Colorado Lageano poderia ter reforçado mais seu time. Num primeiro momento, ele entra no campeonato pra evitar o rebaixamento e, se o time conseguir um bom encaixa, pode fazer uma graça mais pra cima. Mas o Inter entra pressionado no campeonato.


Nenhum comentário:

Postar um comentário