segunda-feira, 28 de maio de 2018

Conheça a Segundona: Almirante Barroso

CLUBE NÁUTICO ALMIRANTE BARROSO
Fundação: 11 de maio de 1919
Cores: Verde e Branco
Estádio: Camilo Mussi (particular) - 3000 pessoas
Presidente: Hélio Orsi
Técnico: Agnaldo Liz
Ranking BdR 2017: 11o. lugar
Catarinense 2017: 9o. colocado na Série A



O Barroso está de volta à segundona depois de um rebaixamento que teve requintes de controvérsia. O erro crasso de arbitragem em uma partida contra o Figueirense poderia ter mudado a vida do time verde e branco de Itajaí, que chegou à última rodada do último estadual com chances de se salvar. Não deu, e o time acabou caindo. Muitos achavam que o projeto não iria continuar, mas ele está aí, firme e forte. O clube busca o segundo título da Série B do Catarinense, depois de ser campeão em 2016 sob o comando de Renê Marques, hoje comandante do arquirrival Marcílio. E, assim como o Marinheiro, o Barroso também comemora seu centenário no ano que vem, no mês de maio. Tenta voltar à primeirona para festejar a data histórica na primeira divisão. E pode ficar tranquilo que o campo mais polêmico dos últimos anos está lá, firme e forte. O gramado sintético do Estádio Camilo Mussi foi reformado, e com a promessa de não ter as polêmicas linhas amarelas nos jogos oficiais.

Para 2018,  o Barroso aposta na experiência de Agnaldo Liz para tentar mais uma vez o acesso. Ex-zagueiro de boa campanha no Hercílio Luz ano passado, onde conquistou o primeiro turno e acabou misteriosamente demitido no segundo, tem 49 anos de idade (comemorará 50 no próximo dia 7 de junho), foi revelado no Figueirense na década de 80 e teve ótimas passagens como jogador. Já como técnico, iniciou em 2003 no Tubarão, acumulando grande ficha até aqui. Contratado por ser da casa e conhecer o mercado e os caminhos da segundona, o Barroso aposta em sua experiência e no feito do ano passado, quando passou o carro na primeira fase do campeonato, para conquistar uma das duas vagas na primeira divisão.


E, seguindo a velha regra do time "cascudo" para enfrentar a segundona, o Barroso investiu bem. Seu time de base tem colhido bons resultados no campeonato Estadual, com jogadores que poderão ser aproveitados. Da turma experiente, três nomes se destacam: o do volante Rudnei, ex-Avaí e Figueirense, o zagueiro André Luiz, ex-Botafogo, e um patrimônio da segundona, o mito Brasão,
36 anos, experiente atacante com vários acessos na sua ficha. Um trio que terá, num primeiro momento, que se adaptar ao campo sintético. Se der certo, poderá ajudar bastante na caminhada do Barroso.

O Almirante investe numa fórmula segura para chegar entre os quatro semifinalistas da Série B. Tem um departamento de futebol competente, investidores que seguram a barra e um elenco interessante, dentro do que é necessário em um campeonato como esse. Coloquei ele na minha lista de palpites para as semifinais. Com um técnico bom e um time interessante, o Barroso entra no campeonato com candidato sério a mais um acesso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário