quarta-feira, 2 de maio de 2018

Flashback que não pegou

O aviso já havia sido dado no Estadual, quando o Criciúma passou um bom tempo namorando com a zona de rebaixamento e conseguiu, a partir da contratação de Argel, aquela motivada a mais para não correr riscos. Acabou terminando num cômodo quarto lugar, mas com todos sabendo que a montagem de elenco tinha sido falha e que muita coisa precisava ser revista para a Série B.

Agora, com quatro derrotas seguidas no Brasileirão, o alarme soou. O prazo de validade de Argel acabou (por mais que ele conte com muitos fãs, o seu discurso de ultramotivação, que funcionou no catarinense, acabou no Brasileiro) e o time não responde. Precisa de organização, coisa que, convenhamos, não é especialidade do técnico. O Tigre tem o pior início de campeonato neste século, superando 2009 e o ano passado, quando conquistou 1 ponto em quatro rodadas. Fechou um mês sem vencer e agora enfrenta a pressão da torcida e de uma imprensa que cobra forte. E agora, presidente?

O time está sem cabeça. O gol contra de Nino é prova disso. Até o goleiro Luiz, com grande ficha de boas atuações, anda falhando. A estratégia de trazer medalhões que fizeram história no passado foi bastante questionada, e agora a conta está chegando. Quem foi o heroi que achou que Zé Carlos voltaria fazendo gol a rodo como antigamente? No Paraná, sua saída foi comemorada. Mesma coisa com Sueliton, Marlon e Fabio Ferreira, que retornaram somente com a história.

Li, nas matérias dos jornais de hoje, várias vezes a palavra "cobrança". Será que é só isso que vai resolver?

Agora o problema é maior: o time terá que fazer severas modificações no plantel e gastar para liberar e tentar achar no mercado atletas que venham pra acrescentar. Na situação atual, ainda que a matemática permita, não se vê no Tigre um time com um padrão de organização próximo a Figueirense e Fortaleza, por exemplo, para brigar pela parte de cima. Num primeiro momento, o negócio é tentar se ajeitar pra evitar o rebaixamento, em meio a públicos pequenos e muita desconfiança. Argel deverá ser demitido se for derrotado pelo Guarani na próxima rodada.




Nenhum comentário:

Postar um comentário